segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Eleições 2020: Inaldo Pereira é vítima de fake news e vai acionar a Justiça para apurar crime

A internet se tornou um dos meios mais utilizados para o acesso à informação nos dias de hoje, mas a inclusão digital trouxe consigo a disseminação desenfreada das fakes news, as famosas “notícias falsas”.

Com o intuito de prejudicar ou beneficiar alguém, as fakes News se antecipam antes do período eleitoral e, são usadas criminosamente com intensidade durante a campanha.

Na cidade da Paço do Lumiar, a vítima desta prática criminosa, está sendo o pré-candidato a prefeito Inaldo Pereira (PSDB).

Uma das notícias falsas divulgadas na manhã desta segunda-feira (31), foi que Inaldo havia se vendido por 500 mil para desistir de sua pré-candidatura a prefeito e compôr a chapa de vice da prefeita Paula Azevedo que irá disputar a reeleição. Em conversa com o pré-candidato do PSDB, Inaldo Pereira relatou que é mais uma mentira que lançam a seu respeito, e lamentou que seus adversários políticos estejam focado apenas em fazer politicagem.

“É mais uma mentira que divulgam a meu respeito, jamais me vendi e todas as decisões que tomamos é em conjunto com o nosso grupo político, e nosso partido o PSDB. Lamento que os meus adversários estejam focado apenas em espalhar notícias falsas contra nós, ao invés de fazer uma política limpa.” Disse.

O pré-candidato afirmou ainda que está acionando a justiça para apurar este crime.


Não custa lembrar que a lei nº 13.834/2019 prevê pena de prisão de dois a oito anos, além de multa, para quem atribuir notícia falsa de um candidato e divulgá-la com o objetivo de prejudicar sua candidatura. A pena é aumentada em um sexto, se o internauta se esconde no anonimato ou de perfil fictício.

Veja os prints:





Nenhum comentário:

Postar um comentário