quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Com apoio de Daniel Dutra, Paula Azevedo quer governo conciliador

A prefeita interina Paula Azevedo (SD) foi empossada há quase uma semana. Neste curto período, aliados do governo já perceberam que um possível racha no grupo poderá ser inevitável. A primeira dama do Município, Núbia Feitosa após ser exonerada juntamente com alguns secretários de sua confiança, reuniu os aliados do prefeito e vereadores, e classificou o posicionamento da prefeita interina como uma traição, e jurou vingança. Para diminuir os riscos de turbulência, o filho do prefeito Daniel Dutra tem demonstrado ser um grande conciliador. A prefeita Paula Azevedo conta agora com um grande aliado, a pessoa fundamental para unir o grupo em busca do fortalecimento para a eleição municipal de 2020. 

Após o acidente vascular cerebral sofrido pelo prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB), na última terça-feira (23), o filho Daniel Dutra sabiamente percebeu que a oposição aposta todas as fichas na desunião do grupo, para se fortalecer, e tenta construir um novo pacto político. Convencido de que os problemas internos será resolvido, quer fortalecer a base do governo.

Em sintonia com a prefeita Paula Azevedo, Daniel têm se movimentado como objetivo de unificar o grupo do prefeito Dutra, com Paula, que nesse primeiro momento de mudança na gestão municipal mostraram disposição de sabotar o governo municipal. Daniel e seu espírito para dialogar, ceder, avançar e ir em frente são parte inspirável do progresso que a gestão precisa.

Oposição

‘Quanto pior, melhor’ essa é a expressão amplamente difundida pela oposição desde que o prefeito Domingos Dutra sofreu o AVC - Acidente Vascular Cerebral, eles apostam no caos administrativo, e nas brigas internas patrocinadas pela primeira dama Núbia Feitosa. Os grupos ligados ao ex-prefeito Gilberto Arôso e Fred Campos repercutiam o tempo todo a afirmação de que a vice-prefeita ao tomar posse romperia com o prefeito, por achar que quanto pior ficasse o Município, melhor seria para eles, e a forma de conseguir que piorasse seria gerar crise no governo municipal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário