sábado, 20 de julho de 2019

Polícia Civil e Ministério Público seguem ‘na cola’ dos fraudadores do concurso público de Paço do Lumiar

Passar em um concurso público não é fácil. E pode ficar praticamente impossível se as vagas já estão marcadas. Uma Força Tarefa da SEIC - Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC) e o Ministério Público estão investigando a fraude que ocorreu no concurso público de Paço do Lumiar. 

No dia da realização das provas, dois candidatos foram presos em flagrante, no Colégio Pitágoras, com celulares contendo o gabarito das provas; os mesmos confessaram a autoria dos delitos e apontaram uma terceira pessoa, da cidade Porção de Pedras - MA, como o responsável de ter enviado as respostas do certame, não só para os dois candidatos presos, mas para vários outros candidatos, sendo que cinco destes candidatos foram identificados pela polícia e também confessaram o recebimento dos gabaritos, tanto que foram aprovados no concurso.

Além da comprovação de fraudes, mediante vazamento de gabaritos, há também um número expressivo de integrantes de algumas famílias de Paço do Lumiar, aprovados em várias áreas disponíveis no certame, fato este que indica mais indícios de fraudes. Tudo esta sendo investigado pelo Ministério Público e pela Polícia Civil do Maranhão.

Em face dos relatos o prefeito de Paço do Lumiar, o senhor Domingos Dutra não homologou o concurso público, previsto do edital Nº 001/2018 , tornando-o nulo, através do decreto Nº 3.344 de 19 de Julho de 2019. A Prefeitura lamentou o ocorrido e informou a todos os candidatos, que outro concurso será realizado, estando todos automaticamente inscritos, sem qualquer despesa adicional.

Operação na Cidade de Porção de Pedras

No último dia 09 deste mês, um helicóptero do CTA pousou no campo de futebol na Cidade de Porção de Pedras, os moradores ficaram assustados. A aeronave transportavam vários agentes, e a operação que corre sob sigilo foi registrada por moradores da localidade.

Nas redes sociais da Cidade especulavam o objetivo da operação.

“Segundo informações, alguns agentes da policia civil do Maranhão estariam fazendo ronda na cidade.”

“Trata-se de uma Força Tarefa da SEIC; veio pegar o depoimento de umas pessoas de Poção de Pedras e de Esperantinópolis.”

"Tem a ver com fraudes em concurso público e os policiais civis foram até a casa de um professor bastante conhecido na cidade de Poção de Pedras."

Informações obtidas com exclusividade pelo blog revelam que as investigações descobriram não apenas fraudes relacionadas ao concurso de Paço do Lumiar, mas também em outros Municípios. O caso está sendo batizado como a "máfia dos concursos"

Nenhum comentário:

Postar um comentário