terça-feira, 9 de outubro de 2018

BRIGA DE FOICE: os motivos por trás dos atrasos na conclusão da obra da Unidade Mista do Maiobão

As obras da Unidade Mista, que se tornará um hospital maternidade, no bairro do Maiobão em Paço do Lumiar, foram suspensas a quase quatro meses, por causa de uma questão judicial. O imbróglio jurídico que provavelmente não será resolvido logo, traz consequências desastrosa aos munícipes, que necessitam urgentemente do aparelho público de saúde, para sanar os problemas existentes na região. O prédio está abandonado desde 2013, quando o então secretário de Estado da Saúde, Ricardo Murad, desativou a unidade, construída em 1987 pelo secretário de Saúde na época, Jackson Lago. 

O mais interessante dessa guerra judicial, é que envolve figurões conhecidos da política luminense, que fazem oposição ao governo do prefeito Domingos Dutra (PCdoB). A obra do hospital-maternidade com mais de 52 leitos, está orçada em R$ 4.728.251,88 e está sendo executada pela empresa Athos Construções LTDA, através da Secretaria de Infraestrutura do Maranhão (Sinfra) com recursos da Secretaria de Estado da Saúde (SES).]

Veja o contrato 



Porém, a empresa Quartzo Engenharia LTDA - ME, que na ocasião participou do certame para as obras da Unidade Mista, havia sido desclassificada por critério de preço não atendidas com as condições do edital, entrou com Mandado de Segurança nº 0802489-94.2018.8.100000, deferido liminar pelo Desembargador Ricardo Duailibi, suspendendo as obras, o Estado manifestou-se, na ocasião o Desembargador declarou-se incompetente e cassou a liminar.

O processo foi distribuído para a Vara da Fazenda Pública, e no dia (12/07), através dos seus advogados a empresa Quartzo Engenharia LTDA - ME, entrou com um novo Mandado de Segurança de n° 0831300-61.2018.8.10.0001, e estranhamente um dia depois foi deferido pela Juíza Ana Maria Almeida Vieira, titular da 6º Vara, que estava respondendo pelo 2° cargo da 7° Vara da Fazenda Pública, a limiar foi concedida no dia (13/10) um dia após o pedido.



O que chama atenção é que a empresa Quartzo Engenharia LTDA - ME, pertence à família do ex-vereador Frederico de Abreu Silva Campos, mais conhecido como Fred Campos, que almeja disputar o cargo de prefeito no Município nas próximas eleições. Em um vídeo disparado na time line do Facebook, logo após findado a apuração das urnas eletrônicas no Maranhão, foi claro e notório o deputado estadual Edilázio Júnior, genro da poderosa desembargadora Nelma Sarney, sinalizando a pretensão de Fred Campos para 2020 "Depende dele pra nós, temos o nosso futuro prefeito de Paço do Lumiar, depende dele(sic)".

Acompanhe o vídeo


Em uma consulta rápida ao CNPJ da empresa Quartzo Engenharia LTDA - ME, constamos que o senhor José Henrique Campos Filho, parente do ex-vereador Fred Campos, é sócio administrador da empresa.



Nos bastidores da política, as más línguas dizem que o interesse de Fred Campos é barrar definitivamente a construção do hospital maternidade, para poder inviabilizar a reeleição do prefeito Domingos Dutra (PCdoB). A oposição tem consciência que a conclusão das obras da Unidade Mista, e a conclusão da UPA – Unidade de Pronto Atendimento poderá garantir mais força ao projeto político do prefeito Dutra, e acabar de vez, com as chances deles retornarem ao poder.

Articulador nato, Fred Campos já tem o apoio dos ex-prefeitos Gilberto Arôso, Bia Arôso e Josemar Sobreiro para concorrer ao cargo de prefeito em 2020, todos enrolados até o pescoço com a Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário