quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Campanha de vacinação contra polio e sarampo tem início em Paço do Lumiar

Relação dos postos de saúde
Em decorrência do crescente número de casos de sarampo no país e da baixa imunização contra a poliomielite, o Ministério da Saúde decidiu dar início a Campanha de Vacinação em todo o país. Em Paço do Lumiar a imunização segue até o dia 31 de agosto. A meta do município é vacinar, pelo menos, 95% das 7.123 crianças.

Para ser vacinada, a criança precisa ter entre 1 e menos de 5 anos. É necessário levar a carteira de vacinação e ir acompanhada de um responsável, maior de 18 anos. "É importante alertar, que mesmo que a criança já tenho sido vacinada, ela deve receber essa dose adicional. Exceto aquelas que se imunizaram nos últimos 30 dias”, afirmou a coordenadora da campanha no município, Joziran Andrade.

A campanha nacional trata-se de uma campanha de mobilização, já que a vacina contra o sarampo fica disponível o ano inteiro nos postos de saúde. No dia 18 de agosto, acontecerá o Dia D de Mobilização, onde todos os postos do município estarão abertos. “Nosso objetivo é contribuir para a redução do risco de reintrodução do poliovírus selvagem e do sarampo no País”, acresceu a coordenadora.

O Ministério da Saúde informou que para a poliomielite, as crianças que não tomaram nenhuma dose durante a vida, receberão a Vacina Inativada Poliomielite. Já os que já tiverem tomado uma ou mais doses da vacina, receberão a Vacina Oral Poliomielite, a famosa "gotinha".

Em relação ao sarampo, todas as crianças receberão uma dose da vacina Tríplice Viral (que também protege contra caxumba e rubéola), seja qual for a situação vacinal, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias.

DOENÇAS

A poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de paralisia flácida de início súbito.

A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, pela via fecal-oral (mais frequente); por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores; ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções (ao falar, tossir ou espirrar). Não existe tratamento específico – todas as vítimas de contágio devem ser hospitalizadas.

A vacinação é a única forma de prevenção da poliomielite. Todas as crianças menores de 5 anos de idade devem ser imunizadas conforme esquema de rotina e em campanha nacional.

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade da doença, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. Em algumas partes do mundo, a doença é uma das principais causas de morbimortalidade entre crianças menores de 5 anos de idade.

Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo. Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e Amazonas. Além disso, alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados em São Paulo, Rio Grande do Sul, Rondônia e Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário