quinta-feira, 8 de março de 2018

Moradora de Paço do Lumiar é morta a facadas em via pública na Cohab.

Vítima vendia bombons em uma para de ônibus quando foi esfaqueada por um homem com quem teria um relacionamento; polícia investiga e não confirma feminicídio

Corpo de Flavia Silva Freitas no local onde ocorreu o crime
Uma vendedora ambulante de bombons, identificada como Flávia Silva Freitas, de 31 anos, moradora do conjunto Jardim Primavera I, localizado no Município de Paço do Lumiar foi assassinada a golpes de faca em uma parada de coletivos, nas proximidades do Dalplaza Center, no bairro da Cohab, em São Luis no começo da tarde de ontem. Há informações de que o autor desse crime seria o seu ex-companheiro, não identificado, e que e também trabalha com venda de bombons nos coletivos da Ilha.

Populares que presenciaram a vítima ser esfaqueada ficaram em estado de choque. O golpe atingiu o tórax de Flávia Silva. Houve tumulto e correria, mas o clima de tensão foi contornado com a chegada da polícia.

Segundo informações da polícia, a vítima estava discutindo com o acusado e logo depois foi esfaqueada. Toda a ação criminosa foi presenciada por uma amiga de Flávia e ficou em estado de choque e o acusado fugiu correndo com a faca suja de sangue na mão em direção ao bairro da Vila Isabel.

Guarnições da Polícia Militar foram acionadas e isolaram a área. A vítima ainda foi atendida pelos socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu antes de chegar ao hospital. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga, para ser periciado.

A delegada Viviane Azambuja, chefe do Departamento de Feminicídio, órgão ligado a Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP), informou que até a tarde de ontem não podia considerar esse crime como feminicídio devido não saber a real motivação.

Viviane Azambuja também declarou que uma equipe de policiais da SHPP foi ao local do crime com o objetivo de ouvir as testemunhas e colher as imagens das câmeras de segurança para identificar o acusado e efetuar a sua prisão ainda em flagrante.

Flávia foi a primeira moradora contemplada do programa minha casa minha vida, a receber das mãos do prefeito Domingos Dutra a chave da sua tão sonhada casa
A amiga da vítima teria dito aos policiais militares que o autor do crime bárbaro mantinha uma relação matrimonial com Flávia, mas a Polícia Civil não confirmou essa informação. Até o começo da noite de ontem não tinha registro de prisão.

Identificado

Somente ontem foi que a polícia identificou o corpo encontrado no fim da tarde de terça-feira, 6, em uma área de matagal, na área do Coroadinho. Trata-se de Marcus Vinicius Rosa Dias, de 23 anos. De acordo com as informações da polícia, a vítima era moradora dessa localidade e estava desaparecida desde dezembro do ano passado. Há possibilidade de esse crime ter sido praticado por integrantes de facções criminosas. O fato está sendo investigado pela equipe da SHPP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário