quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Prefeito Domingos Dutra não realizará carnaval, dinheiro será usado em infraestrutura e saúde.

A Prefeitura de Paço do Lumiar não realizará festa de Carnaval este ano no município. A informação foi dada nesta terça-feira, 6, pelo prefeito Domingos Dutra (PCdoB). “Diante da crise, temos de fazer escolhas. Por isso, em vez de gastar R$ 500 mil no Carnaval, preferi investir esses recursos na infraestrutura da cidade, na limpeza das áreas públicas e na saúde”, explicou Dutra.

Assim, os recursos que seriam gastos em atrações para quatro dias de folia no município serão empregados no asfaltamento de ruas, na limpeza de avenidas, terrenos e áreas públicas, onde o mato cresceu com as chuvas, e também para equipar três unidades básicas de saúde que serão entregues à população nos próximos meses.

Sei que o Carnaval é importante porque valoriza a cultura, mantém as tradições e gera emprego e renda para trabalhadores autônomos. No entanto, o mesmo cidadão que se diverte no Carnaval, no dia seguinte está pedindo ruas asfaltadas, postos de saúde, cidade limpa. Como os recursos estão escassos, optamos por não fazer o Carnaval e investir mais na cidade e na saúde da população”, reiterou o prefeito Domingos Dutra.

Vale destacar que no mês passado foi realizada a festa do aniversário de 57 anos de emancipação política da cidade, a maior já feita por uma gestão no município de Paço do Lumiar, que teve com ponto alto um show da banda de forró Calcinha Preta, na Praça do Viva Maiobão, reunindo mais de 15 mil pessoas. Também é de se ressaltar que, enquanto a maioria dos municípios maranhenses está com a folha salarial em atraso, Paço do Lumiar mantém o pagamento em dia, tanto de ativos, quanto inativos e terceirizados.

Apesar de estarmos com as contas em dia, recebemos uma herança maldita, um município com a sua infraestrutura totalmente destruída, tanto nos conjuntos habitacionais, quanto das ocupações antigas, e, mais grave ainda, nas dezenas de ocupações recentes. Serão necessários vários anos e muito trabalho para fazer tudo o que é necessário”, observou o prefeito Dutra.

DÍVIDAS PARCELADAS

O prefeito Domingos Dutra destaca o esforço que vem sendo feito pela gestão municipal, principalmente pela Secretaria de Administração, Planejamento e Fazenda, para deixar as contas em dia. Um dos principais entraves enfrentados desde o início da gestão e que tem impedido mais obras e investimentos em benefício da população de Paço do Lumiar é uma dívida de R$ 30 milhões, contraída por prefeitos anteriores que a atual gestão teve de negociar e parcelar. “Essas parcelas somadas chegam a R$ 300 mil mensais. Este valor daria para recapear seis ruas por mês”, compara o prefeito Dutra.

As principais dívidas herdadas pelo prefeito Dutra: R$ 27 milhões, dívida deixada pelo ex-prefeito Josemar Sobreiro no Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos do Município de Paço do Lumiar (PrevPaço), que foi dividida em 200 prestações de R$ 146 mil; cerca de quase R$ 3 milhões em precatórios (quando um cidadão ou uma empresa ganha um processo judicial contra o Estado e tem direito a indenização, o pagamento do valor devido é feito por meio dos chamados precatórios), deixados por gestões anteriores, parcelados em 18 prestações de R$ 136 mil, e quase R$ 2 milhões em dívidas com o INSS de gestões passadas.

Há ainda uma dívida no INSS em torno de R$ 25 milhões herdada de gestões passadas, da ex-prefeita Bia Aroso, do ex-vereador Alderico Campos e do ex-prefeito Josemar, que está sendo discutida na Justiça Federal”, acrescentou o prefeito Dutra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário