terça-feira, 25 de julho de 2017

Prefeito Domingos Dutra questiona: a quem interessa o caos na Feira do Maiobão?

No passado a feira do Maiobão se encontrava neste estado
Um verdadeiro choque de gestão está ocorrendo na Feira do Maiobão desde que a Prefeitura de Paço do Lumiar assumiu a administração do espaço. Esta foi a forma encontrada pelo prefeito Domingos Dutra (PCdoB) para garantir os serviços de limpeza e vigilância e proibir que pessoas que não são proprietárias dos boxes cobrem pelo aluguel, de forma irregular. A Prefeitura designou Marcelo Marques para administrar o espaço, com o auxílio de mais dois servidores. Nesta segunda-feira teve início a coleta seletiva do lixo na feira.

A partir de agora, esta feira será cuidada como merece. Vamos acabar com a sujeira e irregularidades que só interessam a quem está lucrando indevidamente, como as ‘viúvas dos Arosos’. A população tem direito a um espaço mais limpo e adequado para fazer suas compras. E os feirantes a um local mais digno para trabalhar”, afirmou o prefeito Domingos Dutra, ao mesmo tempo em que questionou: “A quem interessa o caos na Feira do Maiobão? Com certeza não é aos feirantes e a quem faz compras lá”.

Para melhorar as condições de higiene na Feira do Maiobão, a Prefeitura instalou tonéis para fazer a coleta seletiva do lixo. Papéis, verduras, carnes, víscera de peixes, etc, estão indo para tonéis diferentes para a correta destinação por parte do caminhão de lixo, para acabar com a população de urubus que existe na feira.

Mutirão
As mudanças da nova administração começaram a ser vistas logo no fim de semana. O mutirão da limpeza, que vem percorrendo o município de Paço, chegou até a área da feira, que estava abandonada, cheia de entulho e lixo. O prefeito Domingos Dutra e sua comitiva colocaram a mão na massa. Foi um trabalho duro do qual todo mundo participou diretamente, e até mesmo o prefeito fez serviço braçal.

Centenas de feirantes trabalham na rua de forma irregular e do lado de dentro está tudo uma bagunça. Tem gente alugando boxes aqui dentro e isso não é permitido. Este é só o primeiro passo para melhorar o espaço. Estamos também fazendo o possível para dar continuidade às obras, que estão paradas há muitos anos", acrescentou Dutra.

Até a semana passada, todo o lixo era jogado próximo à feira. “Estamos acabando com isso, melhorando no que a gente pode, até que se tenha uma solução definitiva. Também vamos pintar a feira, consertar a caixa d’água, pois aqui é lugar de comida, tem de ser um local limpo. Vamos cuidar também da vigilância, para garantir o patrimônio de quem está aqui”, informou o prefeito Domingos Dutra.

A movimentação trouxe boas expectativas para os feirantes. Seu Antônio Gonçalo, por exemplo, que trabalha na feira há mais de 20 anos, disse que agora está animado e confiante. "Estou muito feliz em ver o prefeito aqui na feira, ele mesmo tá ali pegando no pesado, eu pelo menos nunca vi isso antes, agora eu acredito que as coisas irão melhorar", afirmou o feirante.

Aluguel irregular
O prefeito reforçou que quem cobra aluguel na feira terá de apresentar documento de propriedade. “Se não comprovar que é proprietário, está cobrando indevidamente por um espaço que é do município e isto não vamos permitir”, alertou. Em conversa com os feirantes, o prefeito explicou que a administração da feira pela Prefeitura foi regulamentada por meio de decreto.

Já editamos o decreto. Durante dois meses não será cobrado nada de ninguém, nem taxa, nem aluguel, até que a gente faça um levantamento completo. Pelas informações que temos, há pessoas que têm boxes que estão pagando aluguel, e não sabemos para quem. Os feirantes devem pagar para quem é dono da estrutura, e quem é dono é o Município”, explicou o prefeito.

Levantamento
O novo administrador da Feira do Maiobão informou que fará um levantamento para identificar se quem está cobrando aluguel, de fato comprou o boxe da Empresa Maranhense de Administração de Recursos Humanos e Negócios Públicos (Emarhp), que administrava a feira antes dela ser passada para a gestão do município de Paço.

Quem não comprou do Estado, não é proprietário. Quem comprou de outros, comprou enganado. O novo administrador solicitará a documentação dos que se dizem proprietários. Quem comprou da Emarhp está registrado no cartório de imóveis. Os demais que cobram aluguel terão de ir ao Município provar que são proprietários”, reforçou o prefeito Dutra.






Nenhum comentário:

Postar um comentário