terça-feira, 11 de julho de 2017

Autoridades silenciam sobre acidente provocado pela Prefeita de Raposa, que matou mototaxista.

Talita Laci (PCdoB)
Onze meses e cinco dias não foram suficientes para dissipar as sombras que envolvem o acidente de trânsito que vitimou o mototaxista, Adalberto Andrade Leite de 51 anos, solteiro, pai de 02 (duas) filhas, que foi atropelado no dia 06/09/2016, no centro de São Luís, pelo veiculo que estava sendo conduzido pela então candidata a prefeita do Município de Raposa, Talita Laci (PCdoB). Pelo contrário. Além da manutenção do segredo sobre o inquérito que corre na Justiça, as autoridades também não comentam o assunto.

As investigações sobre o acidente segue em sigilo. De acordo com informações repassadas ao titular deste blog, o inquérito se quer foi concluído. Enquanto isso, as informações não saem da caserna.

O mototaxista ficou internado na UTI do Hospital Geral desde o dia do acidente, em estado gravíssimo, vindo a falecer no dia 26/09/2016, em decorrência do agravamento das lesões sofridas no acidente de trânsito. Com a morte do mototaxista, foi instaurado Inquérito Policial na Delegacia de Acidente de Trânsito (DAT), que deveria indiciar á candidata eleita a Prefeita do Município de Raposa, pelos crimes de homicídio culposo e omissão de socorro, cujas penas somadas são de detenção de 03 (três) a 05 (cinco) anos, multa e suspensão do direito de dirigir por 02 (dois) anos.

No dia do acidente, Talita Laci preocupada com sua campanha pra prefeita na cidade de Raposa, não assumiu qualquer responsabilidade pela autoria do crime, evadindo-se rapidamente do local e tentando a todo custo abafar o caso, com o claro objetivo de nunca ser responsabilizada pelo crime (confira o vídeo abaixo).

Certidão de óbito do mototaxista 
Outro fato que chama a atenção e que impressiona, foi a maneira que o grupo dela, abordou o assunto no período da campanha eleitoral, em um grupo de WhatsApp. Eles zombaram da morte do mototaxista, não respeitaram o sentimento da família.

Veja os Prints:


Notasse que um dos comentários, que zombam da morte provocada pela prefeita Talita Laci com registro de número (98) 9118-4333, supostamente pertence ao senhor Patricio Domingues da Silva Filho, mais conhecido como "Patrício Filho", filiado ao PCdoB e que hoje exerce o cargo de Secretário de Meio Ambiente do Município. O nome do secretário também consta na lista dos quadros de servidores do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão.




A sociedade aguarda ansiosa o desfecho deste caso, que vitimou o mototaxista e pede mais agilidade das autoridades competentes para que não caia no esquecimento.

Acompanhe o vídeo

Nenhum comentário:

Postar um comentário