terça-feira, 27 de junho de 2017

Mudanças na Forquilha geram um impacto positivo no trânsito.

As vias são responsáveis por interligar as cidades de São Luís, São José de Ribamar e Paço do Lumiar 


A implantação do sistema binário, com a construção de vias de mão única, acabou com o antigo congestionamento na MA-201 (Estrada de Ribamar) e na MA-202 (Estrada da Maioba), no trecho da Forquilha. As vias são responsáveis por interligar as cidades de São Luís, São José de Ribamar e Paço do Lumiar, por onde transitam uma média de 12 mil veículos em horário de pico.


As mudanças geram um impacto positivo em mais de 20 bairros da Região Metropolitana de São Luís. Para dar vazão e fluidez ao volume de automóveis, foram necessários o investimento de R$ 9 milhões em intervenções asfáltica (drenagem, terraplanagem e pavimentação asfáltica), a implantação de novas sinalizações em mais de 10 pontos, incluindo ruas, avenidas e travessas, e a troca da rotatória pelo cruzamento que liga as Avenidas Guajajaras, Jerônimo de Albuquerque, MA-201, MA-202 e Planalto Anil.

A obra é mais uma das ações realizadas pelo Governo do Maranhão em parceria com a Prefeitura de São Luís. As alterações impactam o trânsito da região num entorno de aproximadamente 15 mil metros quadrados.

Além das obras na Forquilha, outras importantes intervenções foram executadas para desafogar o trânsito na região. Entre elas, estão as melhorias das condições de tráfego nas ruas dos bairros Forquilhinha e Cohab, que dão acesso à Avenida Jerônimo de Albuquerque, como Rua do Livramento, Rua 01, Avenida 08 e Rua 04, que já receberam serviços de drenagem e asfaltamento.

As alterações previstas nesta parceria preveem obras desde a entrada da cidade, no Tirirical, até a Cohab.

Para o secretário da Sinfra, Clayton Noleto, as intervenções feitas em toda a região metropolitana vêm mostrando como o governo Flávio Dino honra o compromisso com todas as regiões. “Com a conclusão dos serviços nas MAs 201 e 202, o trânsito tem tido uma maior fluidez, além de melhorar a mobilidade urbana dos municípios vizinhos. E os resultados já estão sendo colhidos”, observa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário