sábado, 20 de maio de 2017

Criado grupo para fazer levantamento histórico de Paço do Lumiar.

A Prefeitura de Paço do Lumiar oficializou nesta sexta-feira (19) a criação de um grupo de trabalho para elaborar o memorial do município, tombar a Vila de Paço como patrimônio histórico e elaborar o projeto do Santuário de Nossa Senhora da Luz. A solenidade que formalizou a criação foi realizada na Igreja Nossa Senhora da Luz, na Vila de Paço. O grupo de trabalho será constituído por técnicos da prefeitura, Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Universidade Estadual do Maranhão (Uema), Secretaria de Cultura do Estado, Agência Metropolitana e representantes da Arquidiocese de São Luís, Igreja Nossa Senhora da Luz e do Consulado de Portugal.

Durante a solenidade, o presidente da Comunidade Portuguesa no Maranhão, Júlio Moreira Gomes Filho, a reitora da UFMA, Nair Portela, e o prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB), destacaram a importância da parceria para viabilizar a pesquisa histórica e o projeto do santuário.

Agradecemos a todos os parceiros por terem acolhido a nossa ideia. Somos o quarto município mais antigo do Maranhão e a imagem de Nossa Senhora da Luz está aqui desde 1761, mas Paço do Lumiar está na invisibilidade. Este projeto vai incentivar o turismo religioso no nosso município e resgatar a história da Vila”, destacou o prefeito Dutra. O grupo de trabalho formalizado na solenidade definirá prazos e metas e formará equipes técnicas e de pesquisas para fazer o levantamento da história do município, da igreja e da santa padroeira de Paço. “É muito bom podermos nos juntar aos demais parceiros para ajudar nesse resgate histórico de Paço do Lumiar”, afirmou a reitora Nair Portela. 

Neste projeto, a Prefeitura de Paço conta com o apoio entusiasmado do Consulado de Portugal e da comunidade portuguesa no Maranhão. “Há uma rica história na Vila de Paço ainda desconhecida nos outros municípios da Região Metropolitana. Graças a esta iniciativa, todos poderão conhecê-la”, declarou o representante da comunidade portuguesa, Júlio Gomes Filho.

No santuário será criado um espaço de visitação, onde os fiéis vão poder conhecer mais um pouco da história da cidade e da sua padroeira. “Queremos colocar Paço no roteiro turístico religioso nacional e internacional, a exemplo da nossa vizinha cidade de São José de Ribamar”, reforçou o prefeito Domingos Dutra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário