quarta-feira, 12 de abril de 2017

Flávio Dino afirma que documentos provam que acusação de delator é falsa.




O governador Flávio Dino (PCdoB) não perdeu tempo novamente em se defender, após novas informações surgidas sobre denúncia contra ele na Lava Jato. No despacho do ministro Edson Fachin, o delator José Carvalho conta que repassou R$ 400 mil ao governador no ano de 2010, na época Dino era deputado federal, para aprovação de projeto que daria segurança jurídica a Odebrecht.

O comunista destacou que o referido projeto era de autoria de 32 deputados, mas que ele não estava incluso. Ainda disse que era o relator, mas foi contra o proposta que garantia investimentos em Cuba e merecia proteção legal contra os Estados Unidos.


Ainda segundo pesquisa do blog do Clodoaldo, na prestação de contas de Flávio Dino na campanha ao Governo em 2010 não consta doação da Odebrecht e o valor mais alto recebido foi de R$ 250 mil. 

O governador ainda apresentou via Twitter documentos que compravam que não houve participação sua. “No meu caso há palavra de uma pessoa que me acusa contra DOCUMENTOS que provam que a acusação é falsa”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário