sábado, 25 de março de 2017

Escândalo! Marinho do Paço articula afastamento de vereador do PEN, usando dinheiro público.

Marinho do Paço e Hélio Camelo
Articula-se na Câmara Municipal de Paço do Lumiar, através da Mesa Diretora e em outros poderes, brechas legais para tirar o mandato do vereador Júlio Pinheiro (PEN), e empossar o seu suplente. Trata-se de uma clara tentativa de golpe político, não podemos dar outro nome, que visa fortalecer os interesses do grupo Arôso, que pretende retomar o controle da prefeitura (clique aqui e reveja)

Pra isso, o vereador Marinho do Paço (PROS) que ocupa o cargo de presidente, com o apoio da primeira secretária Carmen Arôso (PMDB), tramando nos bastidores, utiliza pseudas lideranças com a finalidade de afastar o vereador do cargo.

Essas "lideranças" inclusive protocolaram pedido de perícia do áudio de celular que vazou revelando um suposto esquema de fraudes em licitações e nomeações para cargos por apadrinhamento na Prefeitura de Paço do Lumiar. A voz gravada supostamente seria do vereador Júlio Pinheiro (PEN), aliado do prefeito Domingos Dutra (PCdoB).

Em meio à polêmica causada pelo teor do áudio e negativa de Júlio Pinheiro, que emitiu nota para desmentir que a voz gravada fosse sua (clique aqui e reveja), as pseudas lideranças resolveram procurar o Ministério Público para que investigue e, com base em laudo pericial, constate ou não, se é ele um dos interlocutores do diálogo vazado.

Caso se confirme que a voz pertence ao parlamentar, o afastamento de Júlio Pinheiro das suas funções será de imediato. O vereador Marinho do Paço já articulou tudo, e tem o apoio da mesa diretora, inclusive as mesmas pessoas que deram entrada no MP, estão com o documento pronto para protocolar na Câmara Municipal, pedindo o afastamento do edil.

Um fato curioso chama atenção, é que uma das pessoas que assina o documento com o pedido de perícia do áudio no Ministério Público, é funcionário da Câmara Municipal de Paço do Lumiar. O mais escandaloso, é que o senhor Antônio Hélio dos Santos Camelo, não estar lotado em nenhum setor do Poder Legislativo, ou seja, conforme a denúncia repassado ao blog, trata-se de um ‘funcionário fantasma’.

Mais um escândalo que compromete o presidente do legislativo, que já foi acusado de usar dinheiro público para atacar seus adversários.

Veja a portária

Nenhum comentário:

Postar um comentário