quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

“É preciso alguém avisar Gilberto Arôso que a eleição acabou”.

Gilberto Arôso
Já se passaram 66 dias desde que o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão anunciou o resultado das eleições municipais de Paço do Lumiar, na noite de 02 de outubro, com a vitória surpreendente do ex-deputado Domingos Dutra (PCdoB). Mas tem muita gente até hoje, na oposição ligado ao grupo Arôso que, simplesmente, não aceita a terceira derrota consecutiva do grupo politico.

Alguma pessoa precisa urgentemente avisar o candidato derrotado Gilberto Arôso e seu mentor Fred Campos que a eleição já acabou, os palanques foram desmontados e a vida continua. Quem ganhou, ganhou; quem perdeu, perdeu. Agora, para tentar voltar ao poder novamente, é preciso esperar a próxima eleição municipal, daqui a quatro anos, ou seja, em 2020. É assim que acontece democracia.

Até lá, cabe à oposição fazer oposição, dentro das regras do jogo, apresentando críticas e alternativas no programa de governo do prefeito eleito Domingos Dutra, que ainda nem anunciou se quer seu secretariado. A posse de Dutra e de sua equipe só se dará no dia 1º de janeiro de 2017, até lá a oposição não tem nada, o que criticar e precisar aguentar a derrota e o chororô.

O que importa, daqui pra frente, é saber o que será melhor para nossa cidade, independentemente do que cada candidato falou ou deixou de falar durante a campanha eleitoral, uma página virada na nossa história. Não há mais candidatos, mas apenas um prefeito eleito pela vontade da maioria do povo luminense, e isso precisa ser respeitado.

O ex-prefeito Gilberto Arôso precisar entender que o povo não o quis, como prefeito novamente. Essa babaquice, em dizer que perdeu a eleição para o governador Flávio Dino (PCdoB), por conta do suposto uso da maquina do estado, é conversa pra boi dormir. É discurso de derrotado, que até hoje não entendeu o recardo das urnas. O POVO NÃO É MAIS BESTA!

Domingos Dutra fez uma campanha marcada por simplicidade, ele percorreu vários bairros e comunidades do município a pé, ouvindo as propostas dos moradores. Enquanto muitos não acreditavam na sua campanha e o tachavam como louco, ele simplesmente vestiu a camisa e foi pra guerra, e teve êxito no pleito eleitoral.

É desagradável para Gilberto Arôso mostrar que não sabe perder. Muitos acreditam que não é um problema político, e sim uma questão psicologicamente. As derrotas em 2008, com sua tia Carmen Arôso que tinha Fred Campos como vice, em 2012 com o massacre que sofreu nas urnas pelo atual prefeito, e agora em 2016 que seus aliados já davam como certa a vitória de Arôso, deixou o ex-prefeito alucinado.

Gilberto precisa entender que acabou. Deixa o homem trabalhar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário