quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Núbia Feitosa concede entrevista a blogueiro e fala um pouco de sua história.

Atualmente Núbia Feitosa (psicóloga; psicoterapeuta; advogada criminalista, especialista em direito civil e processual civil, especializada em perícia criminal; poeta e estudante de teologia). É a mulher mais observada não só de Paço do Lumiar, mas também do Brasil, pois é a esposa do prefeito eleito do município - Domingos Dutra, que já foi deputado estadual, federal, e vice-prefeito de São Luís. 

E é justamente devido sua atuação no Congresso Nacional, que os olhos do país se voltaram pra cidade de Paço do Lumiar. A Dra. Núbia, assim chamada, será oficialmente a primeira-dama do município, mesmo preferindo não ter de usar este protocolo, por não se achar melhor do que as demais mulheres luminenses.

Em entrevista concedida ao blogueiro Clayton Collins, Dra. Núbia falou um pouco da sua história e seu posicionamento como esposa do prefeito eleito.

Eis a Entrevista

Collins - Pra começar a nossa conversa de forma bem dinâmica e direta, como a senhora irá se posicionar sendo a esposa do prefeito eleito, Domingos Dutra, irá ocupar alguma pasta? É sinal de independência usar apenas seu primeiro nome, como usou na campanha? 

Núbia - Clayton, eu tenho certeza que a mulher hoje em dia, já tem consciência de que não caminha nem atrás, nem na frente dos homens. Os dois caminham juntos, e é assim que iremos caminhar para que o nosso município progrida

Sobre qual pasta ocuparei na prefeitura, atualmente estou fazendo uma análise minuciosa em todas as secretarias, para saber em qual contribuiria mais com o nosso povo

Ajudei a escolher a vice-prefeita, Paula da Pindoba, movida pelo sentimento de que a mesma deveria ser uma mulher forte e camponesa. Para valorizar o trabalhador rural que nos põe comida à mesa, e sempre viveu nos bastidores

Com relação à independência, eu devo às mulheres essa postura. Não posso me ater a ser 'a mulher de fulano' sou a Nubia, como a Maria, como as Alices. Aceitar ser rotulada como a mulher de alguém apenas, é aceitar que não se tem história. 

Eu faço a minha construção, a minha história desde o momento em que acordo e peço ao pai maior a permissão para existir. Não me cabe o discurso feminista. Me cabe ser uma das vozes de quem vive nas adversidades. 

Nós mulheres, seremos sempre as estigmatizadas, porque na verdade, somos por si enigmáticas, tidas como inferiores, inclusive umas com as outras.

Infância - Assédio

Collins - Dra. como foi sua infância? 

Núbia - Nasci em família rica e aos 7 anos ficamos pobres. Estudei em uma única escola particular, quando não podíamos mais pagar por ela, os fonos me deram uma bolsa escolar como a aluna mais esforçada, porque eu colocava as carteiras no pátio da escola e discursava para os colegas refletindo sobre a aprendizagem. 

Só aceitei a bolsa pelo esforço por um ano, como era atleta treinei mais e negociei jogar no JEMs, assim, eu sentia que incentivava jovens na minha situação

Collins - Em suas campanhas e discursos, sempre observamos o seu combate à violência contra as mulheres; à pedofilia e seu empenho pelos menos favorecidos e o valor que a senhora dá para a família. Como pode nos explicar a luta por essas bandeiras?

Núbia - Minha família chegou a ficar abaixo da linha da pobreza. Não preciso que me expliquem a pobreza. Cresci com ela impregnada nos poros. 

Me vi trocando o papel de filha pelo papel de mãe. Vendi lata, pimenta, fazia saco de papel com grude a noite para vender na feira na manhã do dia seguinte. Ainda tive que escapar dos pedófilos que viam em minha pobreza a chance de me seduzir

Eu posso dizer que este fator me faz entender e amar melhor os Luminenses. A família me transforma em loba. Me sinto sempre em alerta para cuidar deles. Quando acordo e os vejo bem, meu coração se acalma, se os vejo mal, meu coração sangra.

Collins - Como a senhora descreve as constantes calúnias envolvendo seu nome, que vão desde separação conjugal, à tramas para acabar com a campanha do seu próprio marido?

Núbia - Descrevo como uma irresponsabilidade sem precedentes divulgar notícias mentirosas sem o direito de defesa. Estas que você citou, são apenas algumas das inverdades que falam a meu respeito. Pra mim, o ente que escreve sobre outros deve se ater a premissa maior. 

Ao falar a verdade estará apenas sendo sincero. Ao espalhar uma mentira, estará cometendo uma chacina moral e familiar de tamanha grandeza que nem mesmo os ventos uivantes apagará. Cabe a história o juízo de valor. Minha família sofre muito com essa situação. Mas sempre tivemos diálogo aberto e sempre explico que a vida tem dessas situações, e que precisamos enfrentá-las.

A paixão pela Natureza

Collins - Dra. de onde vem essa paixão pela natureza? 

Núbia - É porque ao apreciar a beleza de uma flor ou, ao cheira-lá, conecto-me com Deus e reconheço meu lugar; pequeno dentro de um oceano de sabedoria divina e percebo o quanto tenho a melhorar e evoluir. 

Eu cultivo diversas plantas e flores. Na verdade, eu diria que as flores me ajudam a me reconstruir. Em todas as localidades pelas quais passei, ganhei mudas dos moradores. Hoje meu jardim é essencialmente feito da cordialidade dos luminenses.

A mulher de Hoje

Collins - Foi um prazer entrevistá-la, pois só assim conhecemos as pessoas como elas são de verdade. Tens alguma mensagem para as mulheres luminenses que irão se espelhar e esperarão de você uma mão amiga? 

Núbia - Tenho sim, como sempre tive. Quero lembrar que hoje, a mulher não precisa mais mostrar o seu valor. Ela já o conhece. A frase 'atrás de um grande homem sempre existe uma grande mulher', me parece um adágio popular do tempo em que nós mulheres ainda precisávamos vangloriar-nos, a fim de acreditarmos na nossa importância. Mesmo assim, nos colocando atrás dos homens. 

Tentava-se dizer com isso que por trás do trabalho masculino, que aparecia para a sociedade, estavam as mãos femininas assessorando no trabalho invisível de dona de casa. 

Hoje isso mudou, os dois caminham juntos, num esforço mútuo, e no nosso caso, vou ajudar meu marido incansavelmente para tornar a nossa cidade tão sofrida, em referência nacional em gestão pública. Obrigado meu povo pelos votos de confiança!

Nenhum comentário:

Postar um comentário