segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Mais duas pessoas são executadas em Paço do Lumiar.

Sobe para quatro o número de pessoas executadas a tiros em Paço do Lumiar, que deram entrada no Instituto Médico Legal (IML), para autópsia, em menos de uma semana

Josenilson morto a tiros
Dois corpos foram encaminhados durante a madrugada deste domingo dia 09, ao Instituto Médico Legal (IML), para autópsia. Um deles foi identificado como Josenilson de Jesus Ramos Pereira, o Sigu, de 24 anos. A motivação e os autores desse crime não foram informados pela polícia.

Ainda segundo informações da polícia, Josenilson Ramos levou vários tiros, um deles na cabeça, desferidos por vários elementos, no bairro da Pindoba, em Paço do Lumiar. O fato teria ocorrido nas primeiras horas de ontem e a vítima morreu no local, enquanto os suspeitos fugiram.

A polícia foi acionada e isolou o local do crime até a chegada dos peritos do Instituto de Criminalística (Icrim). O corpo da vítima foi removido para o IML e, depois dos exames de praxe, liberado para os familiares.

O outro corpo foi de Mauro Sérgio Loyola, de 45 anos. A polícia informou que ele teria sido baleado por um homem não identificado, no último dia 2, no bairro Maiobão, em Paço do Lumiar. A vítima foi levada pelos socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Municipal Socorrão II, na Cidade Operária, onde teria sido submetida a tratamento cirúrgico, mas morreu na madrugada de sexta-feira (07).

Com isso, sobe para quatro o número de assassinato na cidade, ocorrido em apenas 5 dias. As outras vítimas, foram identificados como Ricardo Fabrício Ferreira Araújo, conhecido apenas como Chinês (25 anos), que foi alvejado a tiros, na terça-feira (04), por volta das 00h48min, na avenida 03 no bairro do Maiobão, próximo a entrada da feira (clique aqui e reveja). E o jovem Marco Luan Melo Pinheiro, mais conhecido como "Titela", foi alvejado a tiros na noite de quarta-feira (05), por volta das 22h. O episódio ocorreu na avenida 13, em frente a uma creche em construção (clique aqui e reveja).

Os quatro crimes estão sendo investigado pela equipe da Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP), mas até momento não houve registro de prisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário