terça-feira, 4 de outubro de 2016

Investimentos garantem respostas rápidas das Forças Policiais no combate ao crime.


Investimentos constantes do Governo do Estado na Segurança Pública foram realizados desde o início da gestão e mudam, dia a dia, a perspectiva do setor no Maranhão. Um grande desafio, considerados os anos de descaso do poder público com a segurança, que está sendo enfrentado com ações enérgicas e emergenciais. E graças ao aumento do efetivo de policiais, à compra de novas viaturas e armamentos, e ao investimento em tecnologia é que está sendo possível conter os incêndios criminosos que acontecem desde a última semana na Região Metropolitana de São Luís.

Nós temos mobilização máxima para enfrentar esses incêndios criminosos. Nós já temos mais de 90 pessoas que foram detidas, dos quais, infelizmente, boa parte adolescentes. Mas essa quantidade de detenções demonstra a grande capacidade de reação das nossas forças policiais. Além disso, pedimos a transferência de presos para as penitenciárias federais e 23 deles foram enviados para a Penitenciária Federal de Mossoró. Eu quero transmitir a convicção que nós temos coragem, firmeza e determinação e que não vamos ceder, não negociamos com criminosos e não vamos ceder a chantagens”, afirmou o governador Flávio Dino.

Desde que assumiu, o governador priorizou a Segurança Pública. Foi aumentado o efetivo em mais de 1.500 novos policiais e já são 279 novos veículos e motocicletas, além da autorização para compra de fuzis e carabinas, para o combate da criminalidade e a garantia da segurança pública em todo o estado. Foram investidos mais de R$ 20 milhões em equipamentos para reestruturação da segurança pública, que tem auxiliado no combate à criminalidade. Além disso, Flávio Dino criou, em seu primeiro dia de gestão, o Pacto Pela Paz. Composto por uma série de ações na área de segurança, o programa já gerou resultados e reduziu em 20% o número de homicídios no primeiro semestre de 2016 em relação àquele período.

Outro investimento foi a aquisição das novas viaturas, que possuem alta tecnologia, com sistema de transmissão, rastreamento e armazenamento de imagens e são equipadas com tabletes para monitoramento das operações em tempo real; GPS e sistema de localização; câmeras internas e externas; além de radiocomunicação compatível com o sistema digital da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

As viaturas novas garantem a substituição da comunicação feita via celular, por comunicação via rádio. Nós sabemos da problemática eventual com sinais de operadoras e isso atrapalhava na comunicação. Com os rádios, essa comunicação é instantânea, resolvendo problemas sérios na intervenção policial e impedindo a consumação de crimes. É exatamente por conta desses investimentos que temos conseguido garantir uma resposta rápida no combate ao crime”, explicou o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela.

Para além do incremento em recursos materiais, o Governo do Estado também investiu no recurso humano, com a valorização dos agentes de segurança. Os grupamentos táticos da Polícia Militar recebem capacitações para melhorar a atuação. Estão sendo treinados, para atuação qualificada.

Este foi o ano das capacitações na segurança, para que a gente possa combater a criminalidade de forma qualificada e ostensiva em todo o estado”, disse o comandante do Policiamento Especializado (CPE), tenente coronel Antônio Carlos Sodré.

O Governo do Estado ainda realizou uma das maiores efetivações da história do Maranhão, com a promoção de 1.414 policiais militares – do total de promovidos, 616 são de unidades operacionais da capital e os outros 798, do interior do Estado. Além disso cumpriu umas das reivindicações mais antigas da categoria, concedendo recomposição salarial de 19,5% para soldados e cabos e tabela de readequação salarial assegurada até 2018.

Respostas Imediatas
Desde que iniciados os incêndios criminosos na Grande Ilha estratégias foram montadas, equipes destacadas e novas operações iniciadas. Como resultado, já são 98 pessoas responsabilizadas por esses crimes na Região Metropolitana. Destes, 23 criminosos que atuavam como mandantes desses crimes de dentro do Sistema Prisional foram transferidos para a Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Além do policiamento embarcado, do reforço policial nos Terminais de Integração e das blitzen em postos estratégicos da Grande Ilha, as Forças Policiais do Maranhão estão atuando com operações nas regiões periféricas e com maiores índices de ocorrências criminais.

Desde o primeiro momento nossos policiais se disponibilizaram a ajudar. Temos uma corporação unida e comprometida e estamos muito felizes também de poder contar com o apoio da população”, destacou o coronel Frederico Pereira, comandante geral da Polícia Militar. Ele ressaltou, ainda, que a dinâmica das ações vai continuar a mesma, tanto na parte ostensiva, como no serviço de inteligência, ocupando pontos estratégicos para evitar novas ocorrências. “Nós vamos ampliar o número de policiais militares envolvidos nas operações e as ações continuarão nas ruas por tempo indeterminado”, explicou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário