sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Gilberto Arôso tenta manobra para não ser incluído na lista de candidatos inelegíveis no TCE.

Pressão é grande para o TCE tirar nome de Arôso da lista de inelegíveis a ser enviada ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão


O ex-prefeito de Paço do Lumiar, Gilberto Arôso, está envolvido em três casos que o tornam inelegível. São duas condenações no Tribunal de Contas do Estado (TCE) e uma condenação criminal a 1ª Câmara Criminal no Tribunal de Justiça do Maranhão. Nos três casos, Arôso corre contra o tempo para usar a força política do Clã Sarney para se livrar.

No TCE, não tem jeito de forma legal. O processo 2512/2008 já transitou em julgado. Gilberto mediante requerimento administrativo tenta no TCE excluir o seu nome da lista de gestores inelegíveis. O requerimento se encontra com o Conselheiro Substituto Melquizedeque Nava Neto, que se encontra de férias. Figurões do Clã Sarney fazem todo tipo de pressão para que o nome de Arôso não apareça na lista.

Conselheiros do TCE podem responder processo no CNJ (Conselho Nacional de Justiça) por exclusão de gestores da lista de inelegíveis. As lideranças de oposição aos Arôso em Paço estão acompanhando, já possuem certidão eletrônica e estão preparando uma representação.

Paralelamente, também age no Tribunal de Justiça para suspender a condenação criminal. mas essa é uma outra história.

Requerimento no qual Gilberto tenta retirar seu nome da lista de inelegíveis




Nenhum comentário:

Postar um comentário