quinta-feira, 23 de junho de 2016

Prefeitura lança “Projeto Educação e Justiça por um Paço Sem Violência”.


A Prefeitura de Paço do Lumiar lançou, nesta quarta-feira (22), o projeto “Educação e Justiça por um Paço sem Violência”. A cerimônia foi realizada no Instituto de Ensino Superior Franciscano (IESF), no Maiobão, e contou com a participação de 120 professores da rede de ensino municipal e de representantes de movimentos e entidades que atuam no combate a violência.

A iniciativa é mais uma ação da Prefeitura de Paço do Lumiar por meio da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), com o intuito de fomentar a cultura da paz, do diálogo e do bem-estar entre alunos, professores e funcionários nas escolas de Paço do Lumiar. O plano tem a parceria com a Polícia Militar do Maranhão (PMMA), que está ampliando o trabalho de rondas e patrulhamento nos 12 pólos escolares do município.

Participaram do evento, o chefe de gabinete, William Rios, representando o Prefeito de Paço do Lumiar, Josemar Sobreiro; o secretário municipal de Educação, Júlio Sales; a auxiliar de práticas Restaurativas do Núcleo de Justiça Juvenil Restaurativa de São José de Ribamar, Valterina Coelho; a representante do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de São Luís (CMDCA), Rosinélia Ribeiro; representante da Associação de Mulheres no Fórum Municipal de Educação, Rosa de Lima Nogueira, além de autoridades militares do Grupo de Intervenção Escolar do 13º Batalhão da Polícia Militar (BPM).

O secretário de Educação de Paço do Lumiar, Júlio Sales explicou que uma das preocupações da Administração Municipal é quanto a manter um ambiente escolar tranqüilo e saudável, que favoreça a convivência pacífica e o aprendizado dos alunos. “Nesse sentido, estamos lançando essa ação que envolve não só os nossos professores, como também os próprios estudantes, as famílias e as comunidades que ficam próximas as nossas unidades, para que possamos construir uma cultura de paz e de combate a violência e às drogas em sala de aula”, declarou.

Para uma das idealizadoras do projeto, a professora e coordenadora da Divisão de Ciclo Interdisciplinar da Semed, Ana Baltazar, a idéia é tentar solucionar os conflitos nas escolas, dialogando com as do entorno, alunos e professores para que a paz esteja presente nos ambientes de ensino. “É um projeto piloto no município no enfrentamento às situações de violência no ambiente escolar. Vamos trabalhar com essa nova ferramenta junto aos nossos professores, tendo em vista que a criminalidade nas escolas não é apenas um problema local, e sim, uma realidade que faz parte do contexto social atual como um todo. Deste modo, enquanto educadores, também exercemos o papel social, e não podemos cruzar os braços e aceitar que a violência invada os muros das escolas”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário