domingo, 22 de maio de 2016

Em vídeo: Domingos Dutra reconhece que sua pré-canditura a prefeito é fraca e sem dinheiro.


Uma pré-campanha a prefeito que já começou desmotivada. Um pré-candidato fraco, sem aceitação popular, e com uma rejeição enorme no município, e que ainda se atrapalha nas entrevistas, Domingos Dutra, está virando piada no meio político.

Ao que tudo indica, as estratégias usadas pelos Leões para fazer a pré-candidatura à prefeito de Domingos Dutra (PCdoB) decolar no município, não estão dando certo. Até o próprio comunista em entrevista recente reconheceu seu tímido desempenho para consolidar sua candidatura a prefeito na cidade.

Praticamente faltando três meses para o início das convenções partidárias, o maior desafio do PCdoB é fazer com que o seu candidato à Prefeitura de Paço do Lumiar, torne-se, de fato, o protagonista desta eleição. Mais do que mostrar ao eleitor que Dutra é o nome apoiado pelo governador Flávio Dino, o partido tenta fazer com que ele ganhe projeção na cidade. Porém, a situação tá difícil para o ex-deputado que não consegue aglutinar forças entorno de seu nome, e reconhece que sua pré-campanha a prefeito anda a passos de tartaruga.

Em vídeo, o ex-deputado assume publicamente que suas movimentações no município estão muito lenta, e que um dos fatores principais é que não possui recursos próprios para bancar sua candidatura. Domingos Dutra reconhece ainda, que passou 22 anos com mandato, divididos entre os cargos de deputado estadual, federal e vice-prefeito da capital, e que nunca acumulou riqueza. Só acredita nesta história cabeluda quem ainda não conheceu um terminal de computador e a internet. O resto é farofa ao vento em farra de beira de praia.

Domingos Dutra, um tabaréu, nunca esteve a altura dos desafios que o cargo de prefeito exigi, e ainda mais por conta dos novos tempos que se anunciam. A população luminense não apoia a candidatura de um forasteiro que tentar se impôr por baixo da saia do Governador. A adventícia política não encontrou espaço para fazer deslanchar a aceitação do seu nome e irá obrigar o seu mentor intelectual dos Leões a recolher o trem de pouso de uma candidatura cognominada de paraquedista.

A esta altura do campeonato, Domingos Dutra já se deu conta da burrada que fez, em colocar seu nome na disputa pela prefeitura de Paço do Lumiar. E o tempo conspira contra ele, podendo ter um fim de pré-campanha melancólico por conta da inércia política que faz sua pré-candidatura anódina. O ensaio mal feito que está sendo a propagação do seu nome, no pleito de outubro, será uma triste patuscada política que joga o ex-deputado num quarto escuro a espera que alguém lhe acenda a luz.


Nenhum comentário:

Postar um comentário