terça-feira, 19 de abril de 2016

Mais votados: impeachment e “fora o Cunha ladrão”



Dilma está caindo porque cometeu o grave crime de “governocídio” (assassinato do próprio governo). Com menos de 10% de aprovação, seu destino está selado.

Dilma praticou a política mais tenebrosa do mundo (PC4): falta de Pão (desemprego, inflação, recessão), falta de Circo (do consumismo e do crédito), falta de Competência (administrativa), falta de Confiança (no seu governo, na economia etc.) e Corrupção (do lulopetismo). 

Não há governo no mundo (nas democracias) que se sustente quando ele é responsável por todos esses vícios de governança. 

O governo Lula, profundamente corrupto (conforme a tradição cleptocrata brasileira), se sustentou com os demais eixos funcionando bem (pão, circo confiança e habilidade política). 

Leia-se: a corrupção, conforme nossos costumes, por si só, quando todo mundo está ganhando (ricos e pobres), não derruba governo. Paulo Maluf já foi reeleito incontáveis vezes. 

Rei deposto, rei morto. Dilma já é “carta fora do baralho” (como ela mesma reconheceu). Seu governo só conseguiu 137 votos (27% da Câmara). Esse patamar de ingovernabilidade. Como disse Jaques Wagner: “Governo que não tem 171 votos na Câmara não merece governar”. 

Se o governo questionar o mérito do impeachment no STF, vai perder novamente. Seu julgamento é mais político que jurídico, mais emoção, que razão. Vivemos a era do absoluto emocionalismo. O iluminismo racional nunca se deu bem por aqui. 

Cunha: o segundo mais lembrado na votação foi Cunha, chamado de “ladrão” dezenas de vezes. É hora de dar velocidade ao processo da sua cassação na Câmara, sem prejuízo de prosseguimento do impeachment de Dilma no Senado. 

A mesma força que moveu o “fora Dilma” tem que se mobilizar para o “fora Cunha”. A faxina dos ladrões destruidores de sonhos (havendo provas materiais) tem que acontecer com toda rapidez. O Brasil tem urgência de mudar. 

Cunha tem que ser destituído da presidência da Câmara pelo STF, cassado por seus pares e ser penalmente responsabilizado pelas suas bandalheiras. Ou o governo Temer vai começar a patinar desde o princípio (pondo em risco sua governabilidade). 

O futuro do Brasil assim como da qualidade de vida dos brasileiros (bastante degradada) passa pela extirpação de todos aqueles corruptos comprovados que se enriqueceram com o dinheiro público, roubando leitos nos hospitais assim como escolas de qualidade para todas as crianças e adolescentes. Pela cassação e cadeia já (dentro da lei) para Eduardo Cunha. 

Por Luiz Flávio Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário