quarta-feira, 27 de abril de 2016

Linhas do Expresso Metropolitano transportam cerca de nove mil pessoas por dia na capital maranhense.

Linha do Expresso Metropolitano é um sucesso entre os usuários
Veículos novos, cadeiras acolchoadas, ar condicionado, elevadores e rapidez. Há quase dois meses que essa é a realidade do transporte semiurbano que liga os municípios de Paço do Lumiar e Raposa a São Luís. O Expresso Metropolitano, linha ofertada pelo Governo do Estado, por meio da Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana (Mob), também atende ao município de São José de Ribamar, desde agosto do ano passado. 

Além de mais confortáveis, as viagens entre os municípios que compõem a Região Metropolitana de São Luis, agora também estão mais rápidas. Com a nova linha, o trajeto que sai do Porto da Raposa e vai até o Terminal de Integração da Beira Mar, em São Luis, leva cerca de 30 minutos, dependendo do horário, para realizar todo o ciclo de ida e volta entre os dois pontos. Com pontos de parada mapeados para dar fluidez e agilidade às viagens, o serviço é oferecido com o preço fixo de R$ 3,10, para qualquer um dos mais de trinta veículos que compõem as três linhas.

O presidente da Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana, José Artur Cabral, afirma que a medida veio para sanar uma antiga preocupação do Governo do Estado: a segurança e a comodidade dos passageiros que precisam se deslocar diariamente pelos municípios da Região Metropolitana. “Hoje o Expresso Metropolitano conta com 90% de aprovação dos usuários porque atende aos anseios por agilidade e segurança que um transporte deve oferecer”.

Ana Nery, moradora da Raposa, diz que o deslocamento até o centro de São Luís agora é feito de maneira bem mais confortável
Como é o caso de Ana Nery, moradora da Raposa, que precisa se deslocar todos os dias para o trabalho que fica no centro de São Luís. “Agora a gente vai mais confortável, com ar condicionado. Muito diferente das outras linhas que tem muito calor e demoram mais a chegar nos pontos”.

Além do conforto, a escolha pelo transporte público também representa uma melhor trafegabilidade nas áreas atendidas. Muitos usuários optam pela linha, também, para fazer trajetos menores. “Estava na parada e o ônibus passou logo. Ainda não conhecia essa nova linha, mas gostei muito”, disse a auxiliar de enfermagem, Jaqueline Reis.

Segundo dados da Mob, pelo menos nove mil passageiros usam as três linhas do Expresso Metropolitano diariamente, o que colabora para a extinção do transporte clandestino na região. “Nós percebemos que o número de veículos não autorizados fazendo as rotas diminuiu consideravelmente já que a demanda por esse transporte só existia pela carência de coletivos que realizassem os trajetos”, afirmou o presidente da Mob.

O músico Leonardo Sousa, que usa o transporte diariamente, diz que a opção é mais cômoda e ágil
Para o músico Leonardo Sousa, que usa o transporte diariamente, a opção é mais cômoda e ágil. “Antes ficava muito tempo só esperando o ônibus, agora espero menos tempo no ponto e ainda aproveito o conforto da viagem”.

Aplicativo
Para garantir agilidade, a Linha Expressa Metropolitana trabalha com pontos de parada fixos e monitoramento remoto por GPS, tecnologia que permite ao usuário saber, por meio do aplicativo ‘Meu Ônibus MOB’(disponível para Android), em qual horário o ônibus passará por determinado ponto de parada.

As linhas de São José de Ribamar e Paço do Lumiar já tem 100% dos pontos de parada identificados e a até o início de maio, os pontos da linha Raposa também estarão mapeados e disponíveis no aplicativo.

Linha Expressa Imperatriz
O governador Flávio Dino anunciou que a cidade de Imperatriz também terá uma linha Expresso Metropolitana, ligando a cidade aos municípios de João Lisboa e Senador La Rocque. A Linha Expressa da região tocantina seguirá o modelo de sucesso das linhas da Região Metropolitana da capital, oferecendo veículos climatizados, com assentos acolchoados e elevadores que garantam acessibilidade aos cadeirantes.

A ação faz parte do processo de interiorização que a Mob vem implementando para atender as demandas do transporte coletivo, inicialmente, das maiores cidades do Estado.

Além da linha de Imperatriz, também já consta em nosso planejamento a Linha que ligará as cidades de Rosário e Bacabeira a São Luís, também correspondendo a área da região metropolitana da cidade”, completa Artur Carvalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário