quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Mais de 1 milhão de famílias maranhenses serão beneficiadas com o reajuste do Bolsa Família.

O Programa Bolsa Família, executado no Maranhão pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), teve reajuste, este ano, de quase R$ 2,3 bilhões. Com o aporte, cerca de 14 milhões de famílias em situação de extrema pobreza ou vulnerabilidade social serão beneficiadas em todo o Brasil. No Maranhão, existem mais de 1 milhão de beneficiários que receberão o valor já atualizado entre 18 e 29 de janeiro.

O aumento do valor do benefício ocorreu em decorrência de mudanças no formato do programa introduzidas pelo Plano Brasil Sem Miséria. As famílias em situação de extrema pobreza passaram a contar com a complementação de renda a fim de superarem essa condição. O valor da linha da extrema pobreza foi corrigido de R$ 70 para R$ 77 em junho de 2014 e atualmente, as 13,9 milhões de famílias beneficiárias recebem, em média, R$ 165 por mês.

O Bolsa Família é um modelo de programa de distribuição direta de renda e tem por objetivo contribuir para a inclusão social de famílias brasileiras afetadas pela miséria, estimular um melhor acompanhamento dos beneficiários pelos serviços de saúde e, principalmente, superar os indicadores que marcam a trajetória escolar de crianças e jovens mais pobres com altos índices de evasão escolar.

Além dos compromissos na área de educação na garantia de acesso e permanência na sala de aula com a informação da frequência escolar, os beneficiários também devem cumprir as condicionalidades de saúde, que incluem vacinação das crianças menores de 7 anos e realização de consultas de pré-natal pelas gestantes”, declarou a secretaria adjunta de Renda e de Cidadania da Sedes e coordenadora estadual do Bolsa Família, Ana Gabriela Borges.

Bolsa Família no Maranhão
Para se tornar beneficiário é necessário ter as informações e dados da família inseridos no Cadastro Único (CadÚnico), ferramenta do governo federal que identifica as famílias mais pobres do Brasil. O estado do Maranhão teve o acréscimo de 40.414 novas famílias incluídas no programa.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, falou sobre a importância de manter os dados atualizados no Cadastro do governo federal. “É muito importante que as famílias estejam atentas para a atualização de seus cadastros até mesmo para que os dados das famílias se mantenham ativos no sistema e a possibilidade de participação em outros programas de transferência de renda como, por exemplo, o Programa Bolsa Escola do governo do Estado”, alertou Neto Evangelista.

Para melhorar a capacitação dos técnicos envolvidos no programa, está previsto para o início de março um novo encontro estadual de avaliação e planejamento de ações intersetoriais do Programa Bolsa Familia e CadÚnico com foco no fortalecimento das gestões municipais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário