segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Bandidos invadem casa e fazem "raspa" no residencial Cidade Verde em Paço do Lumiar.

Criminosos levaram televisão, roupas e dinheiro do dono do imóvel, a segurança do residencial não viu a ação dos criminosos

Informações - Imirante



Mais um caso de insegurança é registrado na Região Metropolitana de São Luís. Na manhã deste domingo (13), um casal levou um susto ao chegar em casa e constatar que criminosos fizeram um verdadeiro “raspa” na residência.

O caso aconteceu em uma casa no Residencial Cidade Verde, no município de Paço do Lumiar. Segundo o dono da casa, que preferiu não identificar-se, ele e a namorada saíram do local na noite de sábado (12) e retornaram na manhã deste domingo (13), quando foram surpreendidos pela ausência de vários objetos de valor.

Levaram minha televisão, um tênis novinho, todas as roupas que estavam no guarda-roupa e até minhas cuecas levaram. Além disso, os bandidos levaram R$ 1.500 que tinha guardado para comprar o material pra fazer o muro”, contou o morador.

Levaram tudo

Segundo a vítima, ele se mudou para o local há um mês, e na rua dele tem apenas quatro casas ocupadas, pois, agora que a empresa responsável pela obra está entregando as residências. O morador afirma que no residencial tem uma equipe de segurança com cinco vigilantes que tomam de conta das casas ainda não entregues, mas a vigilância diz que não é responsável pelas casas que já tem morador.

Aqui só tem uma entrada e uma saída e toda vez que chego tenho que me identificar na portaria, é praticamente um condomínio fechado. Mas nenhum desses seguranças viu nada ontem à noite, ninguém sabe de nada. Como pode isso? O problema é que quem entra de carro tem livre acesso, aí não adianta a segurança que a Amorim Coutinho (empresa responsável pela obra) faz. Eles não têm controle, aqui entra todo mundo. Por isso, tinham montado um grupo de segurança privada que ia começar a trabalhar ontem, mas a empresa não deixou. Coincidentemente, roubaram minha casa nesse mesmo dia. É um absurdo. O pior é que a Amorim Coutinho nega que tenha responsabilidade no caso. Aí, quem ficou no prejuízo fui eu”, reclama a vítima.

Deixaram apenas cuecas da vitima 
O morador já registrou ocorrência na Delegacia do Maiobão e aguarda a investigação da polícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário