domingo, 15 de novembro de 2015

Suzano Papel e Celulose irá investir R$ 1,1 bilhão em fábrica no Maranhão.


A Suzano Papel e Celulose anunciou um investimento nacional de R$ 1,6 bilhão em projetos que preveem o aumento da capacidade de produção da celulose, a entrada de papel tissue (para fins sanitários) e em tratamento de efluentes. O Conselho de Administração da companhia já aprovou as propostas, que serão executadas até o primeiro trimestre de 2018.Dentro do pacote, o Maranhão foi contemplado com investimentos estimados em R$ 1,1 bilhão em sua fábrica de Imperatriz para expansão da capacidade de produção, que sai de 3,46 para 3,8 milhões de toneladas na área da celulose, e mais 960 mil toneladas da matéria prima que estão integradas à fabricação de papel.

O investimento vai gerar em torno de 1,5 mil empregos na construção e aproximadamente 600 permanentes. O Conselho também aprovou, na fábrica do Maranhão, a construção de linhas de produção para atendimento do segmento tissue, com capacidade de produção de 60 mil toneladas por ano e conclusão prevista para o primeiro trimestre de 2017, em Imperatriz. Para este projeto, o valor total do investimento está estimado em R$ 425 milhões nas fábricas de Imperatriz e Mucuri, na Bahia.

O Secretário de Estado da Indústria e Comércio, Simplício Araújo, avaliou como positivo o anúncio do pacote de investimentos. Para o secretário, o momento no mercado internacional e o novo ambiente de negócios que o governo Flávio Dino está implantando, foram preponderantes para a ampliação dos negócios da Suzano.

Segundo Simplício, o governador Flávio Dino tem apoiado e incentivado o fortalecimento da relação com as empresas que já estão instaladas no estado e também com as que querem investir no Maranhão. “A fábrica de papel da Suzano irá adensar a cadeia produtiva da celulose e papel no Estado, abrindo a perspectiva para novos empreendimentos na área gerando novas possibilidades para o povo maranhense”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário