quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Governo investe mais de R$ 3 milhões com Mais Asfalto em Pinheiro e Santa Helena.

Secretário Clayton Noleto assina ordem de serviço para início das obras ao lado de diversas autoridades
O governo do Estado assinou a ordem de serviço autorizando o início das obras do programa Mais Asfalto em duas cidades da Baixada Maranhense. Os municípios de Pinheiro, com 8 km, e Santa Helena, com 4 km, serão os beneficiados nesta etapa, que prevê investimentos de mais de R$ 3 milhões com pavimentação de ruas e avenidas nas duas cidades.

De acordo com o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto, o governo do Estado está investindo em diversas ações na Baixada Maranhense. “O governador Flávio Dino visa, com esses investimentos, como o Mais Asfalto, compensar a ausência de políticas públicas na história da Baixada Maranhense e propiciar uma autonomia para que a região tenha mais independência e possa se desenvolver”, disse.

Máquinas presentes em um dos locais beneficiados no local para início das obras
Com o lançamento da obra de asfaltamento, a população já comemora, antecipando o resultado da obra. O aposentado Domingos Costa, de Santa Helena, disse que já sofreu, por muitas décadas, com a poeira no verão e a lama no inverno. Agora, a alegria de ver sua rua sendo asfaltada é motivo de comemoração. “Nunca asfaltaram a minha rua, agora vai melhorar e a avenida vai ficar bonita. Quando chove aqui fica só lama. Com o asfalto fica muito bom pra gente”, disse.

Na cidade de Pinheiro a dona de casa, Euzaias Monteiro, também comemora o início do Mais Asafalto. “Estava precisando muito, aqui tem muita poeira, a gente limpa a casa e fica tudo sujo. Espero que dê tudo certo pra asfaltar aqui”.

Até o fim do ano, o Mais Asfalto deverá chegar a mais de 100 municípios maranhenses, com a recuperação e pavimentação de 600 quilômetros de vias urbanas. “O Governo do Estado está com esse trabalho em todas as regiões e, até o final do ano, alcançará mais de cem municípios com o total de investimentos de mais de R$ 150 milhões, comprovando que mesmo em tempo de crise é possível fazer os investimentos para ajudar a melhorar a qualidade de vida de nossa gente”, afirmou Clayton Noleto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário