quarta-feira, 7 de outubro de 2015

MPE poderá pedir condenação do Secretário Márcio Jardim por fazer campanha eleitoral antecipada para Thalyta Laci na cidade de Raposa.

Secretário Márcio Jardim anuncia obra para promover candidata do PCdoB nas eleições de 2016.

O Ministério Público Estadual (MPE), poderá entrar com uma representação eleitoral em desfavor do Secretário Estadual de Esporte, Márcio Jardim, por realizar propaganda eleitoral fora do prazo permitido por lei, a candidata a prefeita Thalyta Laci na cidade de de Raposa. 

O secretário esteve no município e anunciou uma obra de R$ 2 milhões do Governo do Estado que, segundo ele, foi determinado pelo governador “apreço” à pré-candidata a prefeita do PCdoB, Thalyta Laci.

A Thalyta tem um ginásio que o governador Flávio Dino determinou que fosse feito aqui em Raposa por apreço à sua pessoa. E aqui será construído um ginásio de R$ 2 milhões […] Fica aqui o anúncio, porque é assim que a gente faz”, disse Jardim.

Como pode um secretário de Estado anunciar que o governo só fará a obra no município, por conta do pedido de uma pré-candidata a prefeita, que irá disputar o pleito pelo partido do governador?

O vídeo que está sendo divulgado nas redes sócias mostra claramente conteúdo elogioso e claro teor político para beneficia a candidata a prefeita ThaLyta Laci. O MPE poderá pedir que o Secretário seja atuado por dupla violação ao disposto no artigo 36 da Lei Eleitoral (Lei 9.504/97), com a consequente aplicação de multa, através do vídeo não resta dúvida que Márcio Jardim realizou propaganda eleitoral extemporânea, o que desequilibra o jogo político e pode afetar diretamente o resultado das eleições em 2016. De acordo com o calendário eleitoral, esse tipo de manifestação só deveria acontecer após a convenção para escolha dos candidatos, prevista em junho do ano que vem.

Veja o vídeo

Nenhum comentário:

Postar um comentário