segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Enem 2015 terá 'aparato de guerra', diz Ministro da Educação.

Segundo Mercadante, mais de 915 mil pessoas, entre coordenadores, fiscais de sala, fiscais de banheiro e pessoal de apoio, estão intimadas para ajudar na realização da prova em todo o país.

Por LeiaJá

Ministro Aluísio Mercadante
Um aparato de guerra. Foi dessa forma que o novo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, descreveu a preparação para o Exame Nacional do Ensino (Enem), cujas provas serão realizadas nos dias 24 e 25 deste mês. Em entrevista coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (16), em Brasília, foram divulgados números e detalhes da realização da prova mais aguardada do Brasil.

Segundo Mercadante, mais de 915 mil pessoas, entre coordenadores, fiscais de sala, fiscais de banheiro e pessoal de apoio, estão intimadas para ajudar na realização da prova em todo o país. O Exame será realizado em mais de 1,7 mil cidades, contando 14.455 locais de prova. Serão mais de 211 mil salas, cada uma com no máximo 40 candidatos. No ano passado, o número era de 36 feras por sala.

Para evitar fraudes, o ministro detalhou algumas ações e enfatizou que qualquer tentativa de trapaça ocasionará em anulação da prova. “Havendo qualquer fraude, a prova será anulada, além das punições penais previstas na legislação. Além disso, todos os banheiros terão detectores de metais. Nós dobramos a quantidade desses aparelhos”, afirmou Mercadante. O diretor geral da Polícia Federal, Leandro Daillo, apenas deu poucos detalhes sobre estratégias de segurança que já estão em operação, porém, ele deixou escapar que existem alguns pontos críticos já identificados.

De acordo com Daillo, está havendo um cruzamento de informações dos nomes dos participantes com os de algumas pessoas que trabalharão no Exame. “São vários parâmetros analisados, mas é fundamental o sigilo dessas informações”, complementou Mercadante, após o depoimento do diretor geral da Polícia Federal.

O ministro voltou a reforçar, no decorrer da coletiva, o combate às tentativas de fraudes e disse que é preciso “ter respeito aos candidatos que estão estudando muito”. “Boa prova todas. Estamos com uma equipe muito bem preparada”, disse Mercadante.

Mais números
Mais de 7,7 milhões candidatos estão inscritos para participar do Enem 2015. Desse total, 57% são mulheres e mais de 9,5 mil se inscreveram como lactantes. Além disso, o MEC divulgou que 16.508.719 provas são consideradas normais e pouco mais de 92 mil são especiais.

Sobre a quilometragem das localidades onde o Exame será realizado, existem mais de 10 mil rotas que percorrerão um total de 326 mil quilômetros. Já no que diz respeito à economia, Aloizio Mercadante afirmou que, graças ao acesso do cartão de inscrição pela internet, evitando assim o envio do documento pelos Correios, houve uma economia de R$ 16,5 milhões para os cofres do governo federal. O custo geral com a realização do Enem apenas será divulgado depois da avaliação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário