quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Paço do Lumiar lança Projovem Campo: ensino médio moderno e bolsa alimentação.

A Prefeitura de Paço do Lumiar inaugurou nessa quarta-feira (02) sua participação no Projovem Campo Saberes da Terra, projeto mantido pelo Governo Federal em parceria com Estados e Municípios e que pretende melhorar o padrão educacional de jovens trabalhadores do campo, na faixa etária de 18 a 29 anos e do sexto ao nono ano do ensino fundamental. As vagas são oferecidas para trabalhadores e trabalhadoras rurais 

Animadocom a assinatura do convênio com o Governo do Estado, o prefeito Josemar Sobreiro se lembrou do esforço feito em viagens a Brasília para melhorar o padrão da educação no município:

"Quando assumi, uma professora ganhava 300 reais, eu não admitia isso, reuni com todas as 23 escolas comunitárias, e hoje temos 6.000 alunos nas escolas, que eram abandonadas." comentou Josemar. "A Educação sempre será uma luta minha; professores são os heróis do município, e hoje essa história está sendo escrita. Aqui,no Paço, todos os professores são contratados; passei dois anos indo à Brasília para conseguir o Projovem, e eu sei que não foi em vão."

"Como professor, sei da importância do ensino médio para toda nossa população e principalmente para nossa gente do campo. É uma honra lançar o Pró-Jovem Campo e tenho certeza de que vamos ajudar nossos jovens com uma formação moderna e inclusiva”, afirmou o prefeito.

O lançamento do programa ocorreu na Escola Eugênio Pereira e contou ainda com a participação da secretária de Educação Graça Privado.

"É a realização de um sonho. Desde o primeiro ano de seu mandato, o prefeito Josemar falava desse projeto importante para nosso município", celebrou a secretária.

Segundo o programa do Ministério da Cultura, um dos objetivos da iniciativa é proporcionar também a qualificação social e profissional aos jovens agricultores.

A projeto pedagógico do Projovem Saberes da Terra atende aos eixos da doutrina da alternância, com tempo de aula na escola e no campo. O currículo integrado tratará de agricultura familiar, sustentabilidade, identidade, etnia, gênero, geração e cultura, além de enfoque territorial, sistemas de produção no campo, cidadania, organização social e políticas públicas.

Pelo convênio assinado, caberá à Secretaria Estadual de Educação – SEDUC, a contratação de professores de ciências agrárias, que atendam às exigências curriculares do Projovem Campo Saberes da Terra; a compra de e distribuição de materiais didáticos para professores e alunos e ainda o repasse financeiro de R$100 (cem reais), como bolsa alimentação aos educandos, após a avaliação bimestral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário