quarta-feira, 8 de julho de 2015

O Pacto! Três em um, Inaldo Pereira, Gilberto Arôso e Alderico Campos.

Os grupos de oposição em Paço do Lumiar, devem entender que falar em construir um novo caminho com Arôso e Campos é permanecer na “estaca zero”.

Uma suposta união que não deu certo, Inaldo Pereira, Gilberto Arôso e Alderico Campos
Inaldo Pereira, Gilberto Arôso e Alderico Campos, os que se julgam os principais oposicionistas ao governo Josemar Sobreiro, continuam sem conseguir construir alianças contra à atua gestão, e fracassam nas suas articulações. Mais do que isso, as divergências internas permanecem presentes, apesar dos comentários nos bastidores confirmar o pacto feito entre os três para seguir unidos em 2016.

Pior, o caminho para as eleições de 2016 parece longe de ser tranquilo.

Nem mesmo a impopularidade do prefeito serviu para fortalecer os “oposicionistas” e dar um rumo a quem não está na base governista. Tanto Inaldo Pereira (PPL), Gilberto Arôso (sem partido) e Alderico Campos (sem partido) estão perdidos em meio às picuinhas internas, é um querendo devorar o outro.

No caso do líder comunitário Inaldo Pereira, por exemplo, causou reações negativas entre a classe política, sua suposta aliança com as famílias; Aroso e Campos. Pra quem foi o principal protagonista do Movimento S.O.S contra uma quadrilha que saquearam os cofres públicos do município e hoje aliado ao passado obscuro da política luminense, acaba se auto desmoralizando. 

A aliança entre os grupos de Inaldo, Gilberto e Alderico, só serve pra uma coisa, terminar de destruir com a imagem de Inaldo Pereira, que se julgava o novo e hoje se mostra com o passado que a população de Paço do Lumiar, ojeriza. No entanto, ao contrário do que muitos pensam, essa união só serviu pra fortalecer a imagem do atual prefeito, correlação a população. Pois, tudo indica caso não surja uma "terceira via", que o passado envolvido em escândalos com o direito a intervenção da Policia Federal, tentará novamente buscar seu espaço. Será a reeleição mais fácil da história, o prefeito Josemar Sobreiro anda sorrindo pro vento e contando a hora e os segundos pra dar uma nova pisa nessa oposiçãozinha mixuruca. 

Os grupos de oposição em Paço do Lumiar, devem entender que falar em construir um novo caminho com Arôso e Campos é permanecer na “estaca zero”. Com tamanha desorganização nas oposições, o que poderá ser o maior problema “oposicionista” para Josemar Sobreiro é um eventual racha na base governista. Candidaturas próprias já estão sendo construída dentro do seu próprio grupo. Os sinais de que elas podem ocorrer já são visíveis no mundo político.

Um comentário:

  1. Caro jornalista você fez a leitura correta do cenário, pois não existe novo, apenas velhas figuras, você esqueceu que o outro que se diz via Caetano aroso, seus articuladores políticos e financiadores nada mais que outra dupla de larapios, sendo Bia aroso e seu filho Tiago aroso, ou seja, ruim com josemala pior sem ele, ao menos esse tá travado, mas não é visto em escândalos como esses que se julgam salvadores. Eu ainda acredito que esse primeiro mandato serviu de aprendizado e para corrigir problemas de desvio ocorridos por esses que estão hoje querendo voltar para a vaquinha.

    ResponderExcluir