quinta-feira, 18 de junho de 2015

Polícia forte e valorizada é uma das prioridades do Governo Flávio Dino.

Governador Flávio Dino ao lado do comandante-geral da PM, coronel Marco Antonio Alves da Silva
O governador Flávio Dino presidiu ontem (17) a solenidade em comemoração aos 179 anos de existência da Polícia Militar no Maranhão e recebeu a mais alta comanda da PM do estado, a Medalha Brigadeiro Falcão.
 
Estou nesta solenidade para registrar total apoio e confiança à Polícia no enfrentamento das quadrilhas, da criminalidade e daqueles que querem tirar a tranquilidade da população. Todos aqueles que se dedicam ao crime podem ter uma certeza, nós temos uma polícia mais forte, mais valorizada e mais eficiente”, afirmou o governador Flávio Dino no evento.

Com o lema “Cuidar da sua segurança é a nossa vida”, a Polícia Militar do Maranhão (PM) vem promovendo, durante todo mês de junho, vários eventos comemorativos ao aniversário da corporação. Na solenidade foram entregues as medalhas de Mérito Operacional, medalhas de 10, 20 e 30 anos de serviço, medalhas por Mérito Intelectual, medalhas da Associação Brasileira de Integrantes do Batalhão Suez e a condecoração de autoridades com a medalha “Brigadeiro Falcão”, a mais alta comenda da Polícia Militar do Maranhão.

Governador Flávio Dino durante a solenidade comemorativa dos 179 anos da Polícia Militar do Maranhão
São 179 anos de prestação de serviços, de muita responsabilidade e compromisso com ações voltadas para o enfrentamento à criminalidade. A comemoração de hoje é também por termos a consciência de que estamos vivendo em um cenário diferenciado, com mais investimentos, alcance de metas”, destacou o coronel Marco Antonio Alves, comandante-geral da PMMA.

O secretário de Segurança Pública destacou a importância do evento para toda a corporação. “É uma honra viver para testemunhar essa noite junto com a sociedade civil e as institucionais públicas municipais, estaduais e federais. É um dia marcante para a história do Sistema de Segurança do Estado”, disse o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário