quarta-feira, 6 de maio de 2015

Vereador Alderico Campos pode ir pra cadeia pelo crime de agiotagem no Estado.

Cheque da Câmara de Paço do Lumiar, assinado pelo vereador foi encontrado no cofre de agiota preso por envolvimento na operação da polícia.

Por Luis Pablo - Blog

O todo enrolado ex-presidente da Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar, Alderico Campos, se envolveu em mais um escândalo.

Se não bastasse ser denunciado inúmeras vezes pelo Ministério Público por fraudar licitação, Campos agora será investigado pelo crime de agiotagem no Estado.

Durante as operações Morta-Viva e Maharaja, a polícia encontrou ontem (5) um cheque da Câmara de Paço do Lumiar no cofre do agiota Pacovan assinado por Alderico Campos, quando assumiu a presidência da Casa Legislativa em 2009.

A Polícia Civil e o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do MP-MA, que estão atuando juntos na investigação, deverão chamar o ex-presidente da Câmara para prestar esclarecimentos.

Alderico Campos vai ter que explicar como um cheque do poder público assinado por ele foi parar nas mãos do agiota. Vale ressaltar que os próprios responsáveis pelas investigações de agiotagem já falaram que esse tipo de prova é um índice muito forte para pedir a prisão dos envolvidos.

Outro caso

O ex-presidente da Câmara de Paço do Lumiar já é bastante conhecido das páginas policiais. Na época da Operação Allien, em que a Polícia Federal prendeu a então prefeita de Paço do Lumiar, Bia Vênancio, o seu filho, Thiago Aroso, e mais 12 pessoas, Alderico Campos foi indiciado.

O vereador chegou a ser apontado como um dos beneficiados pela quadrilha que furtou milhões dos cofres públicos da Prefeitura de Paço do Lumiar.

Basta a polícia colocar o nome do vereador no Google, que mostrará a ‘ficha corrida’ dele.

Abaixo a imagem do cheque assinado por Campos:

Cheque assinado por Alderico Campos

Nenhum comentário:

Postar um comentário