quinta-feira, 7 de maio de 2015

Táxis de Paço do Lumiar são verificados pelo Inmeq/MA.

Agente do Inmeq/MA verifica a aferição do taxímetro.
Toda a frota de 270 táxis do município de Paço do Lumiar deve ter seus taxímetros verificados e lacrados com o selo novo do Inmetro, até o dia 15 de maio. O Instmituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq/MA), órgão delegado do Inmetro no estado, começou nesta terça-feira (5), o trabalho de verificação dos equipamentos já com a nova tarifa reajustada pela prefeitura do município.

O objetivo é verificar se os equipamentos marcam de forma correta e precisa o valor cobrado das novas tarifas, garantindo, assim, que o consumidor pague o preço justo, de acordo com o quilômetro percorrido. A verificação está sendo realizada na Via Expressa, em São Luís, no horário das 8h às 11h. Na ação, os veículos são submetidos ao exame de pista, onde percorrem um trecho de dois quilômetros, enquanto o metrologista verifica se o valor registrado pelo taxímetro está de acordo com o trecho percorrido.

O trabalho atende a uma demanda da Prefeitura Municipal Paço do Lumiar, que reajustou a tarifa conforme decreto do dia 10 de março de 2015. A alteração dos valores dos equipamentos é feita em oficinas credenciadas pelo Inmetro. O presidente do Inmeq/MA, Geraldo Carvalho Júnior, que acompanhou o primeiro dia de verificação, destaca a importância do trabalho do órgão no que se refere à verificação do taxímetro para garantir que o consumidor não seja lesado ao utilizar o serviço de táxi.

Táxis de Paço do Lumiar ficam enfileirados na Via Expressa aguardando a fiscalização do Inmeq/MA.
O nosso trabalho, em acordo com as diretrizes do governo Flávio Dino, é verificar se o equipamento está registrando o valor da corrida de forma correta, de acordo com o reajuste estabelecido pela prefeitura municipal. Este procedimento é importante para garantir que o consumidor pague o preço justo”, explicou Geraldo Carvalho Júnior.

Para o taxista José Airton Sousa Rodrigues, a verificação e o lacre do equipamento é uma garantia de segurança ao consumidor no que diz respeito ao valor da corrida. “Assim, tanto o cliente quanto o taxista ficam satisfeitos com o serviço. Por isso, eu aconselho sempre aos meus clientes exigir o taxímetro ligado para marcar o valor certo da corrida. Isso evita aborrecimento para ambos os lados”, disse o taxista.

De acordo com o decreto, os valores das tarifas de táxis de Paço do Lumiar ficaram definidos em R$ 3,50 para a bandeirada; R$ 2,50 para o quilômetro rodado na bandeira I e R$ 2,90 para a bandeira II. A hora parada custa R$ 12. O decreto entrou em vigor no dia 1º de maio.

Um comentário:

  1. E o que vai acontecer com a imensidão de taxis piratas que existem concorrendo ilegalmente com os legalizados, será que vai passar despercebido ou vai valer a lei da propina quando abordados.

    ResponderExcluir