quinta-feira, 21 de maio de 2015

Empresários chineses demonstram interesse para investir em siderurgia no Maranhão.

O Governo do Maranhão assinou protocolo de Intenções com a Beijing Huiquan Empresa de Investimentos Ltda, empresa que demonstra interesse em investir em empreendimentos do setor de siderurgia no Maranhão. Após conhecer as potencialidades do Estado na produção e na capacidade logística através de esforços do Governo do Estado, os empresários chineses sinalizam para possíveis investimentos privados no Estado.

A assinatura do Protocolo de Intenções entre Governo do Estado e a iniciativa privada foi homologada na sede do Governo Federal em Brasília, durante a recepção ao primeiro-ministro chinês no Brasil, Li Keqiang. Representantes da República da China vieram ao Brasil anunciar investimentos em infraestrutura com previsão de US$ 56 bilhões, em pacote bilateral com para investimento em todo o país. A comitiva chinesa foi recepcionada pela presidenta Dilma Rousseff, governadores e ministros do Governo Federal. No evento, o Maranhão teve destaque com a assinatura do início de entendimento com a Beijing Huiquan.

Depois de visitarem o Maranhão em abril de 2015 a convite do Poder Estadual, o Porto do Itaqui e as potencialidades naturais do Estado para consolidação de cadeias produtivas, empresários do setor siderúrgico na China informaram ao Governo do Maranhão o interesse de prosseguir nas negociações, com destaque aos incentivos previstos pelo Programa Mais Empresas, instituído pelo Poder Executivo Estadual para atrair grandes investimentos.

Flávio Dino destacou que o Governo do Estado está empenhado em avançar nas tratativas para conhecer o projeto chinês e incluir o Maranhão no plano de investimentos apresentados pela República Popular da China ao Brasil. "Este projeto é muito importante e, se viabilizado, além de trazer mais emprego e renda para o Estado, poderá ativar outros investimentos atraídos por este primeiro passo," avaliou Flávio Dino sobre a possibilidade da implantação do projeto siderúrgico.

Em diálogo com o embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang, o governador Flávio Dino explicou detalhes do programa que prevê isenção fiscal de até 85% nos impostos estaduais por até 15 anos, para empresas que tragam desenvolvimento com sustentabilidade, gerando emprego e renda para os maranhenses. Presente na reunião, o secretário de Estado da Indústria e Comércio, Simplício Araújo, especificou o interesse do Maranhão em captar novos investimentos.

Segundo o embaixador Li Jinzhang, a intenção da China é trazer para o Brasil um novo modelo de “siderurgia de alta tecnologia”, projeto que vai além da produção, mas poderá trazer para o Maranhão mais desenvolvimento social. O empenho do Governo do Estado e da equipe que lidera a atração de investimentos também tem sido reconhecida pelos investidores chineses que possuem interesse em instalar-se no Brasil.

Capacidade de escoamento

Jinzhang destacou ainda que o ponto mais importante para a competitividade do Maranhão em relação aos demais locais de implantação da siderúrgica é a existência de um dos portos com melhor capacidade de escoamento do mundo.

Com o Porto do Itaqui e matéria-prima abundante, o Maranhão se destaca no cenário nacional como ponto estratégico para novas produções e trocas comerciais internacionais. A posição estratégica do Maranhão em relação aos demais portos do país foi destacado pelo presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária, Ted Lago, que recebeu os empresários na última visita e reiterou o destaque logístico do Estado ao embaixador chinês no Brasil.


Para Ted Lago, o Porto do Itaqui é um grande atrativo do Maranhão para investimentos estrangeiros e é definitivo para que o Maranhão obtenha cada vez mais destaque no cenário internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário