sábado, 23 de maio de 2015

Eleição na UFMA: Nair Portela e Fernando Carvalho são acusados de fazer uso indevido de arquivos com dados sigilosos da Instituição.

Os candidatos a eleição para a reitoria e a vice-reitoria da Universidade Federal do Maranhão, Nair Portela e Fernando Carvalho estão sendo acusados de FRAUDAR o processo eleitoral.

A chapa encabeçada por ambos, é acusada de fazer uso indevido de arquivos com dados sigilosos dos estudantes, professores e técnicos.

O referido banco de dados possui informações detalhadas, como: nome, curso, número de telefone, endereço de e-mail, rg, cpf e demais itens que deveriam ser utilizados EXCLUSIVAMENTE com a finalidade acadêmica, porém, estão sendo utilizados para abordar de forma invasiva todos os eleitores aptos a votar para a escolha da chapa que irá comandar o UFMA no quadriênio (2015-2019). 

A acadêmica Luiza Carvalho, utilizou sua página do Facebook e denunciou o caso, “Venho manifestar a minha indignação com o grupo dos candidatos Nair e Fernando que, de forma insistente, tem nos "empurrado" goela abaixo informativos, cartas abertas e manifestações de repúdio contra outros candidatos via email pessoal. Por meio de um email impessoal, denominado , esse grupo tem se utilizado do privilégio de ter acesso, por meio do SIGAA e do SIGRH, aos emails pessoais de alunos, docentes e servidores (bem justificado, vez que é o grupo que está na atual gestão), para fazer propaganda eleitoral e, de quebra, difamar seus concorrentes.”

A grande verdade é que o processo democrático de consulta à comunidade da UFMA, está completamente comprometido com a constatação destes FATOS, e mais ainda com o surgimento de forças políticas, que nem se dão ao trabalho de se manterem ocultas, em um momento que deveria ser zelado pela isonomia política, ainda mais se tratando de um espaço acadêmico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário