terça-feira, 19 de maio de 2015

Agiotagem: Alderico Campos se complica após explicação na Câmara Municipal de Paço do Lumiar.

Presidente da Câmara Municipal, Leonardo Bruno deixou Alderico Campos em situação complicada.

Alderico Campos
O ex-presidente da Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar, Alderico Campos (sem partido), esteve presente na sessão ordinária desta sexta – feira dia 15, para dá explicações sobre seu suposto envolvimento no crime de agiotagem no Estado. Apesar de estar ausente em quase todas as sessões do legislativo municipal, o edil só compareceu ao plenário da casa, devido a movimentação dos vereadores, solicitando à presidência da Casa a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar denúncias feitas contra o parlamentar.

A proposta surgiu, após a ação da Policia Civil que contou com o apoio do Grupo de Atuação Especial no Combate a Organizações Criminosas (Gaeco), do Ministério Público, batizada como operações Morta-Viva e Maharaja, qual encontrou dois cheques da Câmara de Paço do Lumiar no cofre do agiota Pacovan assinado por Alderico Campos, quando assumiu a presidência da Casa Legislativa em 2009.

Ao subir à Tribuna da Câmara Municipal, Alderico Campos em sua explicativa afirmou que os cheques encontrados com Pacovan, teria que está dentro da Agência do Banco do Brasil do Maiobão. O edil relatou uma situação a qual foi omisso, em que envolve um funcionário do banco, referente ao ano de 2011, que detectou irregularidade na debitação de cheques com diferença de valores que chegavam até 1.000 (hum mil reais), na conta da Câmara Municipal, foram diversas as eventualidade registrada em auditória da empresa (FOCUS), na época contratada pelo edil, que em ofício de n° 052/2011, enviou ao banco em resposta as irregularidades ocorridas. 

Quando indagado pelo Presidente da Câmara Municipal Leonardo Bruno (PPS), a que empresa foi dado o cheque e que tipo de despesa no valor de R$ 2.500,00 reais, o vereador Alderico Campos não soube responder e nem afirmar se foi registrado (B.O), já que não entrou com a propositura. 

Acompanhe o vídeo do debate.

Nenhum comentário:

Postar um comentário