segunda-feira, 25 de maio de 2015

100 pessoas foram atendidas no Mutirão da Catarata promovido pela Prefeitura da Raposa.

Aproximadamente 100 pessoas foram atendidas no sábado (23), durante o mutirão da catarata e pterígio, promovido pela Prefeitura de Raposa, através da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), em parceria com Centro de Olhos Maranhense e o Ministério da Saúde. A ação teve o objetivo de diagnosticar e tratar, cirurgicamente, os casos destas doenças. É intenção do prefeito do município, Clodomir Oliveira dos Santos, que a Semus trabalhe constantemente a realização de mutirões na área da Saúde. O mutirão da catarata e pterígio integra o conjunto de ações preventivas que a Prefeitura está desenvolvendo nesta área.

O mutirão da catarata e pterígio tem como objetivo reduzir a demanda por cirurgia no município, garantindo assistência, tratamento adequado e colírios aos portadores de glaucoma. Nossa intenção é dar melhor condição de vida ao raposense que sofre com problemas na visão. Essas enfermidades têm um impacto muito grande na qualidade de vida das pessoas”, afirmou o prefeito Clodomir.

A ação aconteceu na Unidade Básica de Saúde da Vila Bom Viver, onde moradores do bairro e áreas vizinhas, passaram por consultas e exames oftalmológicos para detectar possíveis problemas de visão e, dependendo do caso, foram encaminhados a uma clínica especializada para a realização da cirurgia.

Para a senhora Ana Maria da Conceição, 67 anos, moradora da Vila Bom Viver, a realização do mutirão da catarata é muito importante para a população carente de Raposa.

O povo precisa desta assistência e uma consulta de vista é muito cara. Com a ajuda da Prefeitura, trazendo os médicos, fazendo os exames, para ajudar o povo, eu acho muito bom. Ate pela facilidade de se marcar a cirurgia caso seja necessário”, disse Ana Maria

De acordo com a diretora da UBS da Vila Bom Viver, Francisca Suzete, a comunidade da Raposa foi mobilizada, recebendo informações antecipadas sobre o atendimento. “O objetivo foi facilitar o acesso da população ao tratamento oftalmológico, dentro da proposta de gestão do prefeito Clodomir Oliveira, de fortalecer a saúde como estratégia de qualidade de vida”, disse.

Sobre a Doença

A catarata consiste na opacidade total ou parcial do cristalino, lente natural do globo ocular, e atinge quase metade da população mundial com mais de 65 anos. De acordo com o Ministério da Saúde (MS), cerca de 120 mil novos casos surgem no Brasil a cada ano, mas a cegueira por catarata é evitável com a cirurgia. O pterígio é uma pele rosada, de formato triangular, que cresce a partir do canto interno do olho em direção ao centro. Se chegar a alcançar e cobrir a pupila, pode causar cegueira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário