segunda-feira, 13 de abril de 2015

Fiscalização da Lei Seca no Maranhão aumenta 190% no primeiro trimestre.

Detran, Companhia Rodoviária Militar e órgãos municipais de trânsito na Operação Lei Seca
O Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) promoveu no domingo (12), mais ações da Operação Lei Seca na capital. De janeiro a abril, foram realizadas 30 blitzen em São Luís e no interior do Estado, em parceria com a Polícia Militar, por meio da Companhia Rodoviária Militar (CPRVd Ind.) e os órgãos municipais de trânsito. Desta vez, a fiscalização ocorreu na Avenida São Luís Rei de França, no bairro do Turu, em São Luís.

O balanço do primeiro trimestre deste ano apontou um crescimento nas operações de fiscalização da Lei Seca, em relação ao mesmo período do ano passado. A quantidade de abordagens subiu de 3.910 para 11.355, um aumento de 190%. O aumento das operações gerou elevação na quantidade de prisões pela Lei Seca (de 7 para 17); veículos apreendidos (de 121 para 525); carteiras de habilitação apreendidas (de 125 para 354); autos de infração de trânsito lavrados (de 1.510 para 2.429).

A blitz de domingo (12), no Turu, resultou na apreensão de 10 veículos, sendo oito carros e duas motos, destes, um automóvel que circulava sem placas. No levantamento feito no sistema do Detran-MA indicava que o carro foi comprado no final de 2014, e, portanto, estava há mais de quatro meses circulando de forma irregular. Andar com o veículo sem placas é infração sujeita à multa, pontos na carteira e recolhimento do veículo para o pátio do órgão. “A lei é para todos, sem distinção social. Infelizmente, andar sem placa ainda é uma prática bastante comum no estado, mas que estamos combatendo com as fiscalizações frequentes”, disse o diretor geral do Detran-MA, Antônio Nunes.

Motorista, entre policial e agente do Detran, apoia a Operação Lei Seca
A operação também teve como resultado a prisão de um motorista por alcoolemia. A ação foi feita novamente com o apoio da Companhia Rodoviária Militar (CPRVd Ind.) e secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT).

Em todas as abordagens da operação foram aplicados testes de bafômetro. Por meio do teste, dois motoristas foram flagrados. Um deles apresentou quantidade de álcool no sangue superior a 0,3 mg, e além de ser punido administrativamente, vai responder por crime de trânsito. Apenas três motoristas se recusaram a fazer o teste e tiveram a carteira de habilitação recolhida. Além de responder a processo administrativo, os três foram autuados por infração à Lei Seca.

O coordenador de Educação para o Trânsito do Detran-MA, Edílson Cardoso, destaca o apoio crescente da população maranhense às operações contínuas de fiscalização da Lei Seca. “A resistência frente ao teste do bafômetro diminui a cada operação, e a quantidade de infratores também, as pessoas estão colaborando”, ressaltou Cardoso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário