segunda-feira, 9 de março de 2015

Primeiros atos: Prefeita de Raposa esbanja imoralidade e nomeia dois irmãos para o cargo de Secretário no município.

Com apenas 27 anos de idade, podendo ter uma bela carreira política, a comunista Thalyta Medeiros de Oliveira tinha tudo para realizar uma boa administração na Prefeitura de Raposa.

Na terra arrasada que é a Raposa de hoje, a comunista nem precisaria ser uma grande administradora: bastaria, apenas, uma gestão correta, mediana, para, quem sabe, ficar na História.

No entanto, os dois primeiros dias de Thalita Laci na Prefeitura parecem indicar que o que vem por aí é um mar de escândalos - a principal marca, aliás, da gestão de seu “Pai”, o ex – prefeito José Laci.

De uma só tacada, a prefeita nomeou seus próprios irmãos, Leandro Pequeno de Oliveira para exercer o cargo em comissão de Secretário Municipal de Administração e Planejamento, e Leonardo Pequeno de Oliveira para exercer o cargo em comissão de Secretário Municipal de Finanças.

Segue na integra o documento


De acordo com a Legislação Federal os parentes em até 3º grau da prefeita, do vice-prefeito e do Secretário Municipal ficam impedidos de exercerem função gratificada e cargo comissionado. Exemplo de quem fica impedido de exercer cargo de confiança no município: cônjuge, filho, irmão, sogro, sogra, cunhado, tio, sobrinho, avô, neto, bisavô etc. Vale ressaltar que, esse impedimento não é aplicado ao servidor efetivo e nem àquele aprovado em processo seletivo. A mesma regra é aplicada para a Câmara Municipal.

Mas parece que a prefeita Thalita Laci, não está nem ai pra Lei, e esbanja imoralidade e faz da administração pública cabide de empregos para familiares. 

Não bastasse isso, a prefeita ainda baixou o Decreto Nº 014/2015, dando pleno poderes aos seus irmãos. Depois da prefeita quem manda no município é a dupla Leandro e Leonardo. 

Segue na integra o Decreto.


O que causa espanto, é que o Ministério Público do município, ainda não se manifestou contra tal ato.

Portanto, o povo espera uma posição das autoridades contra esta pratica, deslavada e imoral cometida na cidade de Raposa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário