terça-feira, 24 de março de 2015

Estado busca parcerias para combater pobreza no Maranhão.

Explanação do ativista Frei Betto, a convite do governador Flávio Dino.
O debate sobre a aplicação de práticas sociais e políticas de governo voltadas para o combate à pobreza permeou o painel comandado pelo ativista político Frei Betto. Com o tema “Pobreza e Políticas Públicas”, Frei Betto, que é o embaixador do Maranhão na luta pela superação dos indicadores sociais, palestrou, a convite do governador Flávio Dino, a uma plateia que lotou o teatro Alcione Nazareth, no Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, na tarde desta segunda-feira (23). As discussões integraram mais uma etapa do Plano ‘Mais IDH’, programa implementado pela atual gestão para a superação da pobreza do estado.

O ativista Frei Betto recebeu o convite, segundo o governador Flávio Dino, pela fundamentação teórica e comportamento combativo. Por esta razão, o intelectual e militante participou do momento de formação do Plano ‘Mais IDH’. “Frei Betto é uma referência, um grande intelectual brasileiro, um lutador social. E este é um momento de reafirmação do Plano ‘Mais IDH’, o objetivo é alinhar as ações sociais que nós já estamos desenvolvendo nas 30 cidades do Maranhão, com as reflexões nacionais que existem sobre a temática do combate à pobreza”, destacou o governador Flávio Dino, definindo este como um momento de qualificação e revisão dos primeiros meses de ação do Plano.

Entendo a pobreza como o grande propulsor de outros tantos problemas que existem no Brasil, Frei Betto deu orientações que podem ser seguidas pelo estado para que o ‘Mais IDH’ tenha êxito. Segundo ele, além da mobilização e formação que resulte no processo emancipatório da população, deve ser prioridade a sintonia entre todos os entes da gestão no mesmo sentido, o combate à pobreza.

É animador ver o mais ‘Mais IDH’ como política prioritária para o Maranhão. E é importante envolver a população, é preciso o voluntariado e a cooptação de todo tipo de ajuda e adesão dos maranhenses ao ‘Mais IDH’”, orientou o ativista, certo de que só com a parceria dos maranhenses será possível formar um mutirão solidário para o resgate de todo o estado e para a superação da pobreza.

Participaram do evento os secretários de Estado Bira do Pindaré (Ciência e Tecnologia), Ester Marques (Cultura), Neto Evangelista (Desenvolvimento Social), Márcio Jerry (Aticulação Política e Assuntos Federativos), Julião Amin (Trabalho e Economia Solidária), e ainda o diretor-presidente da Caema, Davi Telles, e o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo.

Mais IDH

O secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, apresentou ao Frei Betto e participantes do painel o Plano de Ações ‘Mais IDH’, que é a política prioritária do governo Flávio Dino para diminuir as desigualdades sociais do Estado. Iniciado desde os primeiros dias de gestão, o Plano tem sido articulado entre todas as secretarias e órgãos da estrutura governamental. Além disso, estão sendo implementados outros programas para beneficiar a população mais pobre do Maranhão, exemplo disso, é o programa ‘Escola Digna’ que pretende erradicar do estado todas as escolas de taipa e palha, com estrutura inadequada para a aprendizagem dos estudantes maranhenses.

O nosso estado tem o 16º PIB, mas o 26º IDH do Brasil. Isso significa que há uma grande concentração de renda. É preciso consolidar as novas práticas sociais para construir um novo modelo de desenvolvimento para o Maranhão, de forma justa e ética”, relatou o secretário Francisco Gonçalves. 

Embaixador do Maranhão

Carlos Alberto Libanio Christo, 68 anos, o Frei Betto, é mineiro. Autor de 60 livros, editados no Brasil e no exterior, é ativista de movimentos sociais, militante dos Direito Humanos e religioso dominicano. Por essas credenciais, o governador Flávio Dino convidou Frei Betto para ser o embaixador do Maranhão na luta pela superação dos indicadores sociais.

Me sinto muito honrado por essa função. Torço para o Maranhão superar a situação enfrentada pela população”, relatou o Frei, que representa um grande aliado para melhorar o quadro social do estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário