segunda-feira, 30 de março de 2015

Brasília Lado B: Waldir Maranhão e mais três prefeituras maranhenses são citadas em mega esquema de corrupção.

Waldir Maranhão teria participado de negociações envolvendo as prefeituras de Santa Inês, Santa Luzia e Barreirinhas.

Encontros secretos, escutas telefônicas, acertos fraudulentos, subornos, pagamentos, cofres públicos lesados e uma testemunha que participou da organização criminosa e quebra o silêncio. Tudo isso no documentário “Brasília, lado B”.

Definitivamente, apesar de ter conseguido chegar a vice-presidência da Câmara Federal, o deputado Federal Waldir Maranhão (PP) não está tendo um início de ano tranquilo como esperava. O parlamentar maranhense voltou a ter seu nome citado em outro esquema de propina em Brasília.

A nova citação de Waldir Maranhão num suposto esquema de propina aconteceu no programa Conexão Repórter, apresentado pelo jornalista Roberto Cabrini.

Após uma longa investigação e com ajuda de uma testemunha que participou da organização criminosa que resolveu quebrar o silêncio, a reportagem conseguiu mostrar o funcionamento de um esquema de propina que envolve políticos dos mais variados escalões.

A Polícia Federal dispõe de escultas telefônicas com autorização da Justiça em que deputados federais conversam com o doleiro Fayed Treboulsi, apontado pelos investigadores como chefe da quadrilha que aliciava prefeitos para o desvio de dinheiro de fundos de pensão municipais. 

O programa durou aproximadamente uma hora, mas o nome do deputado federal Waldir Maranhão só aparece a partir do minuto 44 e é citado até o minuto 48 da reportagem. Segundo a própria testemunha, que teria participado das negociações, Waldir Maranhão teria participado de negociações envolvendo as prefeituras de Santa Inês, Santa Luzia e Barreirinhas. 

Acompanhe a reportagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário