domingo, 1 de fevereiro de 2015

Exemplo para o Brasil: Flávio Dino é o primeiro governador em décadas sem parentes nomeados no governo.

Durante décadas, o governo Flávio Dino é o primeiro a não ter parentes nomeados em seu governo.

Por Clodoldo Corrêa - blog

Flávio Dino começou a processo de mudança no estado.
O Maranhão sempre foi a terra onde a imoralidade foi tratada com normalidade. E a nomeação de parentes por governantes que além de imoralidade passou a ser ilegalidade continuou a ser praticada ao longo dos anos na administração pública, principalmente no governo do estado.

Em décadas, o governo Flávio Dino é o primeiro a não ter parentes nomeados em seu governo. E isto inclui os governadores Jackson Lago e Zé Reinaldo.

A ex-governadora Roseana Sarney sempre deixou parentes em postos estratégicos de seu governo e em pastas que envolviam grande volume de recursos. O cunhado, Ricardo Murad, que comandava a maior pasta e vários Sarneys e Murad sempre estiveram em cargos estratégicos na administração pública.

Na administração estadual, nenhum parente de Flávio foi nomeado, não havendo nepotismo como foi destacado pelo jornal Folha de São Paulo desta sexta-feira (30).

O blog do Luis Nassif, um dos mais conceituados do país, destaca a nova modalidade de nepotismo inaugurada pela Folha. A “denúncia” que a namorada de um secretário chefia o gabinete do governador e sua irmã é número dois da Secretaria de Esporte e Lazer.

Segundo a própria reportagem, a namorada é dirigente do PCdoB – o partido do governador – e a irmã tem carreira no serviço público tendo chefiado o departamento do idoso da pasta na gestão Roseana Sarney (PMDB) e atuado no Ministério do Esporte”, afirma Nassif ao falar do novo conceito de nepotismo que antes só existia na blogosfera maranhenses e foi levado para a Folha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário