quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Veja os detalhes da operação na cidade de Bacabal que resultou na morte do assassino dos Policias em Paço do Lumiar.

João Victor reagiu e foi morto pelos policias 
A operação policial que aconteceu na tarde desta terça-feira (25), por volta das 13 horas, na rua Manoel Alves de Abreu, centro da cidade de Bacabal, que resultou na morte do indivíduo conhecido por João Vítor, morador do conjunto Maiobão em Paço do Lumiar. Envolveu policiais militares, civis, agentes da Seic, Serviço de Inteligência de Bacabal e de São Luís, a operação foi montada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado. 

O objetivo principal era prender João Victor e seu comparsa Gustavo, conhecido por “Boca”, ambos são apontados como os executores dos policiais militares Johnny David Chapui Araújo e José Davi Sousa do Vale. O crime aconteceu neste último sábado dia 22, na estrada do Porto de Mocajituba, no município de Paço do Lumiar, na ocasião os PM's participavam de confraternização, quando foram surpreendidos por bandidos. Ao anunciarem o assalto os policiais reagiram daí o início do tiroteio que acabou com os dois policiais militares mortos e um bandido (clique aqui e reveja).


Após o homicídio, João Vitor e Gustavo “Boca”, fugiram com destino a cidade de Bacabal onde se homiziaram. Desde então, uma grande operação dos órgãos de segurança do Estado foi montada no intuito da localização dos acusados. Em Bacabal, os assaltantes e homicidas recebiam todo o apoio logístico (hospedagem, alimentação, compra de celulares e chips) de Mikaele Sousa Pereira, 18 anos, residente na rua Jorge José de Mendonça (Cajueiro), que segundo informações da polícia, é namorada de “Boca”.
Giordane, Micaely e Elizeu

Os policiais chegaram até João Vitor e Mikaele, após prenderem Giordano Araújo Sousa de 31 anos, e Elizeu de Sousa Lima de 42 anos, que davam apoio aos mesmos, ambos residentes na rua Luís Domingues, bairro Cururupu, em Bacabal, onde foram presos.

Jordano e Elizeu chegaram a passar mensagens a João Vitor, marcando encontro na rua Manoel Alves de Abreu, centro da cidade onde João Victor receberia certa quantia em dinheiro, o que lhe ajudaria a permanecer tranquilamente em Bacabal. Quando João Vitor seguia de carona na motocicleta Honda/Pop, cor preta, de placa OJA 4556, que era pilotada por Mikaela, ao perceber os policias não obedeceu a ordem de parada e atirou contra os PMs, que reagiram. João Vítor foi alvejado, e veio a óbito no local.


A Seic suspeita que Gustavo "Bocão" comparsa de João Vitor e namorado de Mikaely esteja escondido em Bacabal, já que o mesmo passou mensagens de voz para Mikaely dizendo" fiz um bagulho aqui tou indo pra cidade de Bacabal" (clique aqui e ouça o áudio da conversa)


Conversa de Mikaely via Whatsapp

Com João Vitor, os policiais encontraram uma Pistola PT .40, de nº SBP 10825, pertencente a carga da Polícia Civil do Estado do Maranhão, com três estojos deflagrados e mais três celulares.

As polícias trabalham agora no intuito de prender Gustavo"Bocão". Participaram da operação o tenente-coronel Egídio Amaral, delegados Carlos Alessandro e Luigi, agentes da Seic, Serviço de Inteligência de Bacabal e São Luís, e policiais militares.

Um comentário: