quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Luta pelo combate às desigualdades territoriais em São Luís recebe visita de comitiva de alagoas.

Neste final de semana, representantes da Prefeitura Municipal de Alagoas visitaram a capital maranhense para acompanhar a realização de mais um Fórum da Plataforma dos Centros Urbanos (PCU), no Território do Tirirical, promovido pelo UNICEF, Prefeitura de São Luís e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA. No Fórum, o terceiro a ser realizado em São Luís, a comunidade pôde ter contato com os indicadores sociais da área e, em uma discussão participativa, construir propostas de ações prioritárias para melhorar a qualidade de vida das crianças e adolescentes na área, bem como ajudar a reduzir as desigualdades intramunicipais.

Para Eliana Almeida, coordenadora do escritório do UNICEF em São Luís, esse intercâmbio entre as cidades que estão implementando a Plataforma dos Centros Urbanos é muito salutar. “Cada vez que trocamos experiências com outras capitais, vamos aperfeiçoando as metodologias de articulação entre a comunidade e o poder público, garantindo um resultando ainda mais significativo na vida de nossas crianças e adolescentes”, destacou. Juliana Vergetti, secretária-adjunta do Trabalho de Maceió e parte da comitiva de visitantes; também considerou muito positiva sua visita ao Fórum em São Luís. Segundo ela, parte da metodologia aplicadas em São Luís serão incorporadas ao primeiro Fórum da PCU na capital alagoana, no próximo dia 30.“Vendo o Fórum acontecer na prática, pudemos redimensionar algumas das atividades que já estávamos pensando em realizar, assim como incorporar outras, como a metodologia de votação nas prioridades utilizando adesivos coloridos, onde a comunidade se empodera e pode decidir, com total autonomia, o que acha mais importante”, ressaltou.

Outro ponto que chamou bastante atenção da equipe alagoana foi a escolha, no final do Fórum, de uma comissão de representantes da comunidade que funcionará como ele do ligação junto ao Unicef e aos demais órgãos envolvidos. O Fórum do Tirirical contou com aproximadamente 100 representantes da comunidade, que demonstraram vontade e disposição para a mudança de situação de seu território.

O próximo fórum a ser realizado em São Luís acontecerá no dia 22 de novembro, no território da Vila Embratel.

Dados do território

Em São Luís, dez territórios estão sendo priorizados na Plataforma dos Centros Urbanos: Mauro Fecury, Tibiri, Tirirical, Vila Embratel, Cidade Olímpica, Coroadinho, Maracanã, São Raimundo e Bairro de Fátima. Sobre cada um deles foi feita uma análise de seus indicadores oficiais do governo e, a partir deles e com a participação da comunidade, estão sendo elaborados planos de ações para a melhoria destes indicadores.

No território do Tirirical, onde aconteceu o 3º Fórum, alguns dos indicadores são preocupantes, como a taxa de mortalidade neonatal, que alcança 16,4% , enquanto no Brasil a média é de 10,6%. Outro dado negativo é a taxa de homicídios de crianças e adolescentes de 10 a 19 anos, que alcança um patamar de 86,2 a cada 100 mil meninos e meninas nesta faixa etária, enquanto a média nacional é de 53,4, segundo os dados do Mapa da Violência no Brasil;

PCU

A Plataforma dos Centros Urbanos (PCU) é uma contribuição do UNICEF na busca de um modelo de desenvolvimento inclusivo das grandes cidades, que reduza as desigualdades que afetam a vida de suas crianças e seus adolescentes. Através de ações focadas em territórios com os maiores indicadores negativos, espera-se ajudar a garantir a cada uma delas maior e melhor acesso à educação de qualidade, saúde, proteção e oportunidades de participação.

Atualmente, oito grandes capitais participam da Plataforma, dentre elas São Luís, alcançando cerca de 8,2 milhões de meninos e meninas brasileiros. Em São Luís, já nos próximos meses, fóruns participativos serão realizados em 10 territórios prioritários, identificados a partir da análise de indicadores relativos à qualidade de vida de crianças e adolescentes. São parceiros da iniciativa a Prefeitura de São Luís e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Na cidade de São Luís, a PCU teve início em 2013 quando foi assinada uma parceria entre a Prefeitura de São Luís, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e o UNICEF. Iniciou-se assim um ciclo de trabalho que se completará em 2016, quando serão avaliados e divulgados os avanços do município na redução das desigualdades intraurbanas na garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário