terça-feira, 16 de setembro de 2014

Cliente negra sofre racismo em supermercado Maciel do Maiobão.

Gerente do Supermercado tentou comprar o silêncio da dona-de-casa, após oferecer a quitação das suas mercadorias.

A dona-de-casa Malu Costa foi vitíma de racismo em supermercado no Maiobão.
A dona-de-casa Malu Costa, de 42 anos, passou por um momento constrangedor no supermercados Maciel, no bairro do Maiobão, em Paço do Lumiar. A cliente estava pagando suas mercadorias, quando foi surprendida por um segurança do supercado. Segundo a dona-de-casa, o seu neto de 5 anos havia pegado uma latinha de refrigerante sem ela perceber, e quando estava passando suas mercadorias no caixa, o segurança pegou a latinha da criança e simplesmente jogou em cima das mercadorias e disse pra ela pagar. 

A cena constrangedora foi presenciada por diversas pessoas, a dona-de-casa ficou sem entender a atitude grosseira do segurança. Depois ao analisar os fatos, a senhora Malu Costa, percebeu que se tratava de racismo, já que sua filha e seu neto que acompanhavam eram negros. Ao comunicar o ocorrido ao gerente do supermercado, o mesmo tentou subornar a dona-de-casa, ao propor que suas mercadorias fossem todas quitadas. 

A população precisa entender que o racismo não tem mais espaço e esse crime tem que ser banido da sociedade. A direção do supermercado Maciel, tem que toma algum posicionamento diante desta situação, é inadmissível o que aconteceu, pois é preciso investir na capacitação e no treinamento dos seus funcionários.

Veja o vídeo.

21 comentários:

  1. Fico revoltado o modo de tratamento que os negros recebem nesses supermercados. Esses tipos de comportamentos racistas devem ser banidos de nossa sociedade

    ResponderExcluir
  2. Denuncia no Conselho Tutelar a criança que é o netinho desta senhora também foi vitíma. Bota pra lascar odeio gente racista

    ResponderExcluir
  3. o que é uma latinha de refrigerante minha gente, não precisava tanta grosseria. Esse segurança só fez isso porque não era uma pessoas se vestindo bem , se fosse eu duvido que isso acontecia, uma palhaçada.

    ResponderExcluir
  4. Realmente, o modo de ae vestir e a cor da pele nao diz o seu caráter! Hoje msm eu vi um cidadao bebendo uma cerveja em lata nos corredores nesse msm supermercado se ele fosse negro ou estivesse mal vestido ja era um motivo para o segurança tomar uma atitude dessas.

    ResponderExcluir
  5. que absurdo,isso é uma falta de respeito com o cidadão,negro,pobre,rico ou branco,mas temos o mesmo sangue vermelho q corre em nossas vêias.e todos merecem ser respeitados da mesma forma.

    ResponderExcluir
  6. Que vergonha ,é um absurdo ,quer dizer que uns trocados cala a voz de uma pessoa que é constrangida publicamente pela sua cor ,pela sua raça.Até quando vamos vivenciar essas atitudes de pessoas hipócritas ...Que agem feitos animais julgando e humilhando os outros ... Aff fica aqui o meu grito de ódio contra o racismo ...

    ResponderExcluir
  7. É precisa entender que o racismo não tem mais espaço e esse crime tem que ser banido da sociedade...É uma falta de respeito com a classe negras...temos que nos da um basta nisso.

    ResponderExcluir
  8. Preconceito?!?!?
    Sei não viu, temos que analisar os fatos...Pois hoje em dia tudo vira preconceito, não conheço o segurança e nem tão pouco a cliente, mais a forma que este segurança agiu não significa "racismo", com certeza ele não chamou ela de "preta" ou outro nome, apenas agiu com ignorância.
    E se o gerente ofereceu a quitação de sua compra...hora se fosse eu aproveitaria e aceitaria, de gratz até injeção na testa rsrsrs...
    Resumindo...não caracteriza racismo da parte do segurança e sim racismo da parte da cliente pois ela "acha" que foi tratada indiferente por ser negra.

    ResponderExcluir
  9. As vezes as pessoas sao julgada atraveis de cor , roupas.
    mais descordos somos todos iguais bem vertidos ou mal vertidos.
    Essas atitude desse seguranca foi cruel e desnecessaria.
    Essa senhora esta certa em procurar seus direitos o que eh uma merda de im refrigente ..w revoltante isso ( vergonhoso) .

    ResponderExcluir
  10. Vergonhoso isso e revoltante ...
    Em pleno seculo XXI e ainda existe pessoas burras e engnorante ....
    racismo e crime ....
    essa senhora esta mais q certa em revindicar seus direitos a final (o que uma latinha de refrigente pro gerente ate mesmo pro seguranca ) aposto como se fosse uma mulher loira bem vestido cabelos longos de corpao ..poderia (roubar)^levar um caminhao q o idiota nao ia fala nada ...
    mais como foi uma senhora de pele sscura ele acha q tem de ser tratada com indiferenca.

    ResponderExcluir
  11. Porque não posta meu comentário???

    ResponderExcluir
  12. Mania de perseguição...Ela acha que o segurança à tratou mal devido a sua cor!?!?!?

    ResponderExcluir
  13. Essa senhora "acha" que o segurança a tratou mal pela sua cor...isso sim é racismo.
    Agora ele poderia ser mais gentil na abordagem, se bem que hoje ninguém pode tratar ninguém com grosseria que já rola um processo básico!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou contra o racismo , mas pelo o que li ai, não se trata de racismo, até porque o funcionário não a ofendeu com palavras racistas, isso poderia ter acontecido com um negro , branco, amarelo etc... a questão ai é o tratamento do funcionário na maneira de abordar o cliente ai sim ela deveria entrar com uma justa causa por constrangimento em público.

      Excluir
    2. Isso se chama...AUTO RACISMO!!!

      Excluir
  14. NOTA DE ESCLARECIMENTO

    A direção dos Supermercados Maciel vem oficialmente se manifestar sobre as informações que circulam na internet, Blog do Rilton, e demais redes sociais ligadas, afirmando que uma cliente foi vítima de racismo por parte de um segurança da empresa e subornada pelo gerente ao propor que suas mercadorias fossem todas quitadas.

    Ressalte-se que esta rede de supermercados condena todo e qualquer ato de cunho racista, razão pela qual não faz qualquer distinção de raça, cor ou credo no tratamento de seus clientes, zelando sempre pela satisfação e qualidade no atendimento. Nos orgulhamos por ser uma empresa que dá oportunidade a mais de 1.200 mil funcionários, sem nunca em seus 20 anos de existência ter envolvimento em qualquer situação de cunho racista. As acusações foram imputadas erroneamente e gostaríamos de contar com o apoio de todos, assim como dos veículos de comunicação no sentido de não repassarem esta informação equivocada.

    A instituição lamenta que tenha surgido comentário deste porte na internet e redes sociais e informa que não é adepta a nenhuma forma de preconceito ou racismo. Aproveitamos portanto, para reiterar o cuidado e atenção para com os clientes em todas as suas lojas, pois diversamente do que consta na publicação quanto a necessidade de investir na capacitação e treinamento dos seus funcionários, cabe enfatizar que é realizado constantemente treinamentos, sendo certo que não foi constatado nenhum tratamento racista, muito menos constrangedor, não passando de uma interpretação errônea da própria cliente, sem qualquer embasamento.

    Todos os estabelecimentos são equipados com câmeras de segurança e contam com pessoal treinado para proporcionar um ambiente seguro para clientes e colaboradores. Agradecemos a cooperação de todos para que este ato irresponsável não cause maiores aborrecimentos e temores desnecessários, ressaltando que serão disponibilizadas as imagens do circuito interno para comprovar o que foi relatado.

    Finalmente, os Supermercados Maciel acredita que as leis brasileiras e a justiça estão preparadas para assegurar os direitos do cidadão, mas, antes disso, os princípios da empresa encontram sua base na lei divina, para qual todos somos iguais.
    Em 18 de Setembro de 2014.
    Direção- SUPERMERCADOS MACIEL LTDA

    ResponderExcluir
  15. gente esse maciel maiobão só tem funcionarios despreparados, vou 4 vezes durante a semana no maciel comprar os mantimentos, mas td vez tem aqueles ficais que não sabem nem disfaçar. eles são muito diretos na fiscalização da loja. ja me sentir constrangido varias vezes.

    ResponderExcluir
  16. Sou contra o racismo , mas pelo o que li ai, não se trata de racismo, até porque o funcionário não a ofendeu com palavras racistas, isso poderia ter acontecido com um negro , branco, amarelo etc... a questão ai é o tratamento do funcionário na maneira de abordar o cliente ai sim ela deveria entrar com uma justa causa por constrangimento em público.

    ResponderExcluir
  17. Acho que nada se caracterizou racismo mas da próxima vez vamos olhar melhor nossas crianças princípios ensinamos em casa não pegue, não mexa por que não é seu...o maior preconceito está na cabeça das pessoas que tudo fazem para tirar vantagem

    ResponderExcluir