quinta-feira, 3 de julho de 2014

Polícia prende acusados de sequestrar gerente e dois funcionários do Santander em Teresina, um dos acusados participou do assalto à agência do Bradesco no Maiobão.

Dupla foi presa a 3 km de Caxias em uma barreira montada pela Polícia Militar do Maranhão. José Nilson Rocha Durans, é acusado de participar do assalto na agência do Bradesco, no bairro do Maiobão, município de Paço do Lumiar no dia 19 de fevereiro.

Dupla rendeu dois funcionários e a gerente do Santander Banespa, mas foram pegos na entrada de Caxias-MA
A Polícia Rodoviária Federal divulgou na tarde desta quarta-feira (2) os nomes dos dois envolvidos no sequestro de três funcionários do banco Santander localizado na Avenida João XXIII na cidade de Teresina Os acusados são Valdemir Laurindo Flores, vulgo Amarelinho, e José Nilson Rocha Durans, conhecido como Nilsinho Pezão, que também é acusado de participar do assalto na agência do Bradesco, no bairro do Maiobão, município de Paço do Lumiar (clique aqui e veja).

A polícia do Maranhão conseguiu prender os dois bandidos e liberar os reféns a três quilômetros da cidade de Caxias, em uma barreira montada com o apoio da PRF na BR-316. Na ação, foram apreendidas duas armas, mas ninguém saiu ferido. Segundo o major Medeiros Sobrinho, comandante do 11º BPM de Timon, dois funcionários e a gerente eram mantidos como reféns e os bandidos não ofereceram resistência à prisão.
Armas, munições e coletes apreendidos com assaltantes de banco, os bandidos roubaram outro veículo e foram pegos na estrada de Caxias-MA

"Eles foram pegos de surpresa e acabaram ficando encurralados. Não tinham como voltar e à frente havia a barreira da polícia pronta para investir caso eles tentassem alguma coisa. E graças a Deus, ninguém saiu ferido", diz o major.

A polícia acrescentou ainda que os dois foram presos dirigindo uma picape modelo L-200 porque o Pálio, em que fugiram de Teresina, acabou furando os pneus no meio do caminho na perseguição da polícia.

Carro do gerente foi alvejado pela polícia na tentativa de parar os assaltantes
O sequestro desta quarta-feira em Teresina não foi a primeira ocasião em que Valdemir e José Nilson atuaram juntos. Eles já respondem, num mesmo processo, pelo crime de extorsão mediante sequestro e por falsificação de documento público, neste último crime, apenas Valdemir.

De acordo com o Ministério Público Federal, a dupla é acusada de participação no sequestro de uma gerente e da tentativa de roubo da agência da Caixa Econômica Federal no município de Paraíso do Tocantins. Segundo a denúncia, no dia 14 de janeiro de 2010, às sete horas da manhã, José Nilson e Valdemir invadiram a residência da gerente da CEF utilizando um revólver calibre 38 e uma arma de brinquedo. 

Natural de Alagoas, Valdemir foi preso em março de 2012 pela Polícia Civil do Maranhão, acusado de integrar uma quadrilha que arrombou caixas eletrônicos da agência do Banco do Brasil de Pio XII, município localizado na região central do Estado vizinho.

O maranhense José Nilson, por sua vez, possui vários mandados de prisão por assalto e um por homicídio. Em fevereiro deste ano ele chegou a ser preso, em operação conjunta realizada pela Polícia Rodoviária Federal e pela Polícia Civil do Maranhão, acusado de participar do assalto à agência do Bradesco no Maiobão – Paço do Lumiar

Nenhum comentário:

Postar um comentário