sexta-feira, 11 de julho de 2014

ALÔ MINISTÉRIO PÚBLICO: Postos de saúde de Paço do Lumiar estão sem remédios.

Mesmo com contratos avaliados em 1.842.066,50 (um milhão, oitocentos e quarenta e dois mil, sessenta e seis reais e cinquenta centavos) para aquisição de medicamentos destinados à Rede Municipal de Saúde, moradores denunciam descaso na área de saúde.

Os postos de saúde no município de Paço do Lumiar, não estão mais entregando medicamentos para pacientes que se consultaram pelo Sistema Único de Saúde (SUS), de acordo com denúncias que chegou ao conhecimento deste blog. Remédios mais básicos como dipirona, omeprazol e paracetamol, e também os de uso controlado não são mais encontrados nos principais postos de entrega do município faz alguns meses.

Conforme o Ministério da Saúde, as prefeituras são obrigadas a fornecer de graça todos os remédios destinados ao tratamento de atenção básica para pacientes que foram atendidos pelo SUS. Esses medicamentos estão identificados na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais, o Rename.

Já faz alguns meses que o nosso e-mail tem recebido diversas denúncias de pacientes que não encontraram esses remédios na rede municipal. E como o número de reclamações aumentou, o Ministério Público precisa se manifestar para tentar resolver o problema. 

A falta de medicação tem prejudicado o tratamento de muitos pacientes que dependem da rede municipal. A dona de casa que entrou em contato com o titular deste blog, via telefone e não quis se identificar por medo de retaliações conta que o marido sofre de depressão e, como faz tratamento pela rede municipal de saúde, precisa tomar três medicamentos diferentes por dia. Porém, o tratamento está em risco porque o município parou de fornecer dois deles. “Em vez de o problema melhorar, o tratamento está sendo prejudicado e o estado de saúde do meu marido está piorando”, desabafa.

O curioso é que a secretária de saúde Maria Nadi da Costa Morais, contratou no dia 30 de julho de 2013, 4 (quatro) empresas para aquisição de medicamentos destinados à Rede Municipal de Saúde pelo valor global de 1.842.066,50 (Um milhão, oitocentos e quarenta e dois mil, sessenta e seis reais e cinquenta centavos), o contrato termina no final deste mês. No entanto as unidades básicas de saúde carecem de medicamentos, muito estranho! 

Veja as resenhas dos contratos


Contrato com a empresa Droga Rocha Distribuidora de Medicamentos Ltda é R$ 864.182, 50
Contrato com a empresa Distribuidora de Medicamentos Ltda é R$ 418.819,00
Contrato com a empresa Bentes e Sousa e Cia Ltda é R$ 480.655,00
Contrato com a empresa M.A Silva Equipamentos Hospitalares - VIVAMAR é R$ 78.410,00

5 comentários:

  1. Muito bem meu jovem, gostei da denuncia. Agora vamos aguarda o Ministério Público se manifestar ai tem muita coisa feia é aguarda pra ver, nesse momento tem gente que esta se tremendo todo

    ResponderExcluir
  2. Adivinham onde foi parar os remédios? Meu filho a coisa bem ai é pesada

    ResponderExcluir
  3. Vc pode citar onde eh esse posto?

    ResponderExcluir
  4. Na época de Bia não acontecia isso.

    ResponderExcluir
  5. Blogueiro o Ministério Público já vem a muito tempo investigando isso ai, calma que tudo será resolvido no tempo certo. Parabéns pela matéria

    ResponderExcluir