segunda-feira, 7 de abril de 2014

Saber conviver com inimigo-aliados é outro grande desafio em Paço do Lumiar.

Não sei se você já teve a sensação de está ao lado de pessoas ou grupos onde nas aparências estão buscando sair bem na foto e todos parece ser seu amigo e querem o seu bem, mas na realidade você tem certeza que eles são seus maiores inimigos. Isso é muito comum em muitos setores da vida cultural, social, econômica, familiar e na política em especial.

São pessoas ou grupos que para escapar do eminente naufrágio do seu ultrapassado jeito de ser e fazer, em determinado momento se uniu a quem está mais forte como uma questão de sobrevivência.

Para boa parte das ações em nossas vidas é necessário desenvolver a incrível a arte de conviver com os inimigos que se tornaram íntimos. A sensação muitas vezes é a de que estão apenas esperando o momento certo para dá o bote. É de fato uma situação como quem pisa em ovos, qualquer erro pode ser fatal.

Certas situações constituem realmente um delicado jogo de xadrez e momentos ricos de aprendizado. Saber conviver com inimigo-aliados é outro grande desafio além daquele que é o desafio de buscar agir de forma digna e honrada. Tem que ser mestre e saber jogar o jogo direitinho para não se meter em encrenca especialmente perante a opinião pública.

Saber o momento de agir é essencial para não cair em ciladas, mas estou de olho em algumas figuras em Paço do Lumiar, só espero que eles sejam espertos o suficiente para não armar pra cima de mim. Político só me engana uma vez, não pensem que sou tão infantil ao ponto de cair nesse joguinho fútil.

Aqui não são vocês que ditam as regras, esse é meu jogo.

Um comentário:


  1. Tratando-se de política em Paço do Lumiar, prudência nunca é de mais... O problema para alguns é que ainda não inventaram cilada para consciência. E eles sabem que nossa consciência tem milhares de vozes e mais peso do que a Falácia de todos eles juntos...

    ResponderExcluir