terça-feira, 8 de abril de 2014

Flávio Dino reúne professores em plenária para debater Programa de Governo.

Educadores discutem propostas para reestruturar a educação no estado.

A formatação do Programa de Governo no “Diálogos Programáticos” aconteceu neste sábado (05) com os educadores. Representantes da educação de todo o Maranhão discutiram ao lado de lideranças políticas e do pré-candidato Flávio Dino, propostas e sugestões para a reestruturação da Educação, tendo como base o desenvolvimento social do estado.

A aplicação correta dos recursos e a criação de programas que dinamizem a Educação foram discutidas entre os educadores. Jhonatan Almada, um dos coordenadores do Programa de Governo, defendeu que “a ideia da transparência dos gastos públicos é para a reestruturação da Educação”.

O debate sobre Educação na plenária revelou a preocupação dos educadores com a construção de um modelo que atenda às necessidades de cada região do estado, como foi o caso da Baixada.

“Numa área predominantemente agrária como a Baixada maranhense temos que montar um programa atento às necessidades do campo. Nosso estado é majoritariamente rural e vemos o quanto essa população está desassistida”, destacou Wilame Guimarães diretor da Casa Familiar Rural da Secretaria Municipal de Educação de São Luís.

A implantação da Lei Estadual de Educação também foi destaque na plenária. “Enquanto não estivermos com todos os aspectos legais institucionalizados não teremos como prosseguir em outros itens”, disse o professor Barroso, da Universidade Estadual do Maranhão.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação, Júlio Pinheiro, participou da plenária e definiu como itens fundamentais a gestão democrática, a universalização do ensino médio, a valorização e formação dos professores. “É preciso um esforço conjunto para repactuar a educação”, resumiu ele.

Os índices educacionais também foram discutidos. O professor Jean Pierre, resumiu a atual situação da educação do estado como “delicada” e defendeu investimentos que priorizem não somente a infraestrutura nas escolas, mas também o investimento em educação regionalizada.

A inclusão da arte e da cultura e investimentos na estruturação de escolas criativas também estiveram na pauta das discussões dos educadores. Joãozinho Ribeiro, ex-secretário de Cultura do Estado, falou sobre a importância do casamento entre cultura e educação. “Hoje o divórcio da cultura com a educação nas escolas provoca a falta de leitura da realidade para muitos jovens”, e ressaltou que um governo de mudança precisa atentar para essa necessidade.

O professor Dickson Garcia da região da Baixada Maranhense e a professora Elizabeth Castelo Branco, representante do Sindicato dos Educadores do Município (SindEducação – São Luís), resumiram a realidade a ser enfrentada em 2015 como um “desafio”, levando em conta a resolução dos problemas que hoje assolam a Educação do Estado.

Presente no evento, o pré-candidato Flávio Dino (PCdoB) ressaltou a importância de professores motivados atuando na Educação do estado, da reestruturação na infraestrutura das escolas e do planejamento no ensino. “Precisamos cuidar dessa dimensão motivacional e das questões essenciais para que essa motivação aconteça. O nosso desafio é a construção de uma Educação transformadora”, concluiu.

Diversas lideranças políticas também marcaram presença no encontro sobre Educação. Os deputados federais Domingos Dutra (SDD) e Simplício Araújo (SDD), os deputados estaduais Marcelo Tavares (PSB) e Rubens Jr. (PCdoB), o secretário de Educação de São Luís, Geraldo Castro (PCdoB) e o vice-prefeito Roberto Rocha (PSB) compuseram a mesa e os debates do dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário