sábado, 12 de abril de 2014

Em visita a 8 cidades do Leste Maranhense, Dino reúne milhares de pessoas.

Flávio Dino na cidade de Buriti Bravo.
O movimento Diálogos pelo Maranhão esteve em mais três cidades do leste maranhense nesta sexta-feira (11): Lagoa do Mato, Buriti Bravo e Passagem Franca. No debate, temas como agricultura familiar, infraestrutura de acesso aos municípios da região e educação. Os eventos contaram com a presença de lideranças políticas e religiosas, sindicalistas, vereadores, presidentes de Câmaras municipais e população. O movimento passou também pelos municípios de Aldeias Altas, São Francisco do Maranhão, Sucupira do Riachão, São João dos Patos e Barão de Grajaú.

Lavrador aposentado do povoado Tabuleiro do Gato, Antônio Modesto, de 60 anos, pediu por estradas e água potável nas casas. "A gente vive porque tem que viver. Não que a vida esteja boa. Quando a gente tá doente tem que ir pra Teresina, aqui não tem ninguém pra atender. As estradas estão tudo ruim, não tem água tratada", reclamou.

Pela agricultura familiar, Chico Miguel, presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Maranhão (Fetaema), falou da desigualdade social e econômica, além de ressaltar a importância do apoio para os trabalhadores rurais. "Este é um grande desafio, vivemos em um estado rico com um povo pobre. Não dá mais para fazer agricultura familiar como há 10 anos sem políticas públicas. É preciso investir no campo e trabalhar por uma reforma agrária séria", disse.

O prefeito de São Domingos, Kléber Andrade, liderou falou da necessidade de melhoria da infraestrutura das estradas. Ele destacou que o cuidado que a população do sertão maranhense merece. "Essa região precisa de um governo que não isole o povo, que construa estradas. Essa estrada de Passagem Franca já fez dez palanques e nunca foi construída", criticou. 
Flávio Dino na cidade de Passagem Franca


Cardoso Neto, grande liderança da região, reforçou a necessidade de práticas que contribuam com a geração de emprego e renda. Em Lagoa do Mato falta oferta de trabalho para a população, o que acaba contribuindo para que jovens deixem o município. "Nossa cidade tem muitas carências. Falta emprego; assistência técnica para a agricultura, água tratada... Estamos com uma evasão nas escolas de ensino médio por falta de transporte escolar.

Para o vereador Adailton Duarte, o evento foi positivo por ter reunido várias lideranças da região para discutir uma nova forma de fazer política. "Nosso compromisso é com a população. Hoje discutimos nossa realidade e apresentamos os problemas da nossa cidade. Temos uma infraestrutura boa. Cerca de 90% de Lagoa do Mato é calçada. Mas na área da educação temos uma evasão de 40% dos alunos por falta de transporte", calculou.

PASSAGEM FRANCA

Em Passagem Franca a principal demanda também foi para agricultura familiar. O Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do município estima que a população que vive do campo está entre nove e dez mil pessoas. "A necessidade do nosso povo é de um governo o que reconheça os trabalhadores rurais, invista em escolas. Aqui temos lavouras de arroz, milho e abóbora que, com incentivo, poderia gerar renda para o povo", enfatizou a sindicalista Selma Bandeira.

Participaram ainda do Diálogos em Passagem Franca, o presidente do STTR, João Batista Silveira, o presidente da Câmara, Carlinhos Casa, vereadores, presidentes de partidos.

BURITI BRAVO

Na cidade de Buriti Bravo, o Diálogos reuniu centenas de pessoas dispostas a discutir um novo modelo de desenvolvimento para o estado. Atenta ao debate, a população também deu sua contribuição. Nas prioridades da região, incentivos para a agricultura, investimento à produção do estado, politicas públicas eficientes para a saúde, educação e segurança.

"São vários problemas na nossa cidade. Falta água, sendo inadmissível que a população sofra sem água; segurança, incentivo econômico para o município. Precisamos acabar com o isolamento que vivemos. Chegam as ordens de serviço que iniciam, mas nunca têm fim. Esse momento é muito importante porque representa a mudança que o povo quer", espera Luciana Leocádio, liderança da região.

MOBILIZAÇÃO SOCIAL


O vice-prefeito de Gonçalves Dias destacou a mobilização social durante as edições do Diálogos pelo Maranhão. Percorrendo algumas cidades com a comitiva, enfatizou o crescimento da plateia a cada cidade. "Pelo que percebo, cada vez mais tem crescido a participação popular", observou Djalma Fernandes. E pediu pela região estradas asfaltadas para interligar os municípios do leste maranhense. 
Flávio Dino na cidade de Lagoa do Mato


Flávio Dino, coordenador do Diálogos, falou sobre a proposta do movimento e ouviu as propostas de lideranças e população. Ele destacou ser esta uma etapa de aprender e conhecer a realidade do estado. "Faço questão de visitar todos os municípios do Maranhão. Precisamos transformar a vida do povo, enfrentar as 500 mil casas de taipa, resolver o problema das estradas, o isolamento que os municípios enfrentam, que acaba atrapalhando a produção e a vida das famílias", reforçou.

Em visita a Lagoa do Mato, município do Leste maranhense, Flávio Dino esteve com o vereador Adailton Duarte. Na conversa, o compromisso com a política e a população do estado. Adailton aproveitou para afirmar que contribuirá com o movimento em prol da mudança do Maranhão.

Em Buriti Bravo, Flávio Dino esteve com a presidente do Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do município, Isabel Oliveira, e o Conselho Deliberativo do Sindicato. O encontro marcou o pedido de atenção à agricultura familiar e o compromisso de Flávio Dino de continuar o diálogo com a população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário